A igreja tem propósito

Compartilhe:

Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito (Romanos 8.28).

Conta-se uma história de que uma pessoa resolveu fazer durante toda sua vida uma grande surpresa para entregar para Jesus quando morresse. Então, ela resolveu se especializar e fazer o melhor bolo de chocolate. Foi melhorando sua receita, aprimorando e caprichando. Quando chegou no céu, não via a hora de entregar a Jesus o seu melhor bolo de chocolate. Qual foi sua surpresa? Quando Jesus recebeu o bolo de suas mãos, agradeceu, porém lhe disse: Eu esperava mesmo que você me trouxesse um bolo de baunilha, o meu preferido. Moral da nossa ilustração: não há nada pior do que fazer com excelência aquilo que não nos foi pedido para fazer.

Todos nós precisamos saber porque existimos e para que fomos chamados. A essa necessidade chamamos de propósito, ou seja, aquilo que se busca alcançar ou sua finalidade. Com a igreja do Senhor Jesus não é diferente, ela existe com um objetivo e uma missão. A igreja tem propósito. Vamos conhecê-lo melhor, estudando sobre:

A origem do propósito: segundo o seu propósito (Romanos 8.28). A igreja não possui qualquer propósito, não é um propósito feito por mãos humanas, não procede de nenhum líder religioso nem de comissões administrativas nomeadas. O propósito da igreja tem sua origem no próprio Deus. O apóstolo Paulo afirma que fomos (aqueles que amam a Deus) chamados segundo o seu propósito (de Deus). Somente assim podemos entender que tudo o que nos acontece está debaixo de uma direção amorosa e soberana do Criador e todas as coisas cooperam para nosso bem.

O conteúdo do propósito: para serem conformes à imagem de seu Filho (Romanos 8.29). Diante da afirmação anterior a pergunta que não que calar é: Que propósito é esse? Deus quer nos levar como igreja a sermos todos feitos à imagem do seu Filho Jesus (Efésios 4.13). Ele nos recebe como estamos, mas, nas palavras de Max Lucado, no livro Simplesmente como Jesus, ele nos ama tanto que não nos deixará nessa condição, ele irá nos levar a sermos simplesmente como Jesus, ou seja, nos moldará à sua imagem e semelhança. Ele nos escolheu, nos chamou, nos justificou e nos glorificará. Sua obra é completa.

A extensão do propósito: a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos (Romanos 8.29).Gerar muitos filhos como Cristo, essa é a extensão do propósito de Deus para igreja. Para isso seu Filho unigênito tornou-se o primogênito de muitos outros (João 1.14). Somos chamados a proclamar as boas novas de salvação, somos chamados para fora dos templos, das casas e das nossas zonas de conforto. Somos chamados para anunciar o ano aceitável do Senhor e irmos ao encontro dos perdidos, daqueles ainda não alcançados. Cristo deseja ter muitos, não poucos, nem apenas alguns, mas muitos irmãos.

Cumpramos com maestria a missão para a qual Deus nos destinou. Façamos com excelência aquilo para o qual Jesus nos enviou (Mateus 28.18-20). Na oração levantada em nossa liderança nesta semana, encontro o clamor do Espírito Santo que nos assiste em nossas fraquezas: “Senhor, nos amadureça, nos amadureça…”.  Para entregarmos ao Senhor, naquele grande dia, aquilo que ele espera de nós, vamos deixar de lado os nossos propósitos pessoais e abrir-nos para que o Espírito Santo nos faça mais parecidos com Cristo e nos leve a ganhar para ele muitos irmãos.

Pedro Leal Junior

Continue lendo

Mais Posts

#tamojunto na oração

Então, apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos perante o nosso Deus, para lhe pedirmos jornada feliz para nós, para nossos

Leia Mais »
Notícias
Comunicação IPILON

Dia nacional do surdo

Nesta segunda-feira, 26 de setembro, comemoramos o Dia nacional do surdo. Segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, são 388 mil

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis