Boletim
Online

Esse é o nosso informativo online. Aqui você encontrará nosso editorial da semana, notícias e o Roteiro de Célula.

Tema: Como podemos adorar espontaneamente?

Série "Seu coração, minha canção"

Compartilhe:

Editorial

“Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia de sua glória!” (Isaías 6.3 – NVT)

Tive a honra e o privilégio de nascer num lar cristão e muito musical. Hinos e corinhos sempre fizeram parte das celebrações e refeições em família. Aliás, é muito difícil encontrar alguém da família que não tenha noções de música e ritmo. Contudo, é importante saber identificar a diferença entre música e adoração, pois nem toda música é adoração e nem toda adoração é feita por meio da música.

É comum dependermos do ministério de música da igreja ou de playlists e vídeos para sermos conduzidos por canções. No entanto, a verdadeira adoração não pode depender de recursos externos; ela deve nascer de um coração quebrantado, que conhece a grandeza do Pai e reconhece o quão pequenos somos diante dele.

O ambiente do texto bíblico acima é de total adoração. Isaías teve uma visão com anjos dizendo em alta voz: Santo, santo, santo! Havia fogo e fumaça e suas vozes estremeciam o local. O Senhor está assentado sobre um alto e sublime trono, vestido com lindo manto, mas perceba que não há menção de música ou ritmo. Esse episódio pode nos ensinar sobre como podemos adorar ao Senhor espontaneamente.

Em primeiro lugar, Isaías contemplou. A adoração espontânea começa com a contemplação dos filhos, admirados com as virtudes do Pai. O ambiente externo era de tristeza e instabilidade emocional. O rei Uzias havia morrido de lepra, e a morte por lepra era tida como maldição. Porém, na visão, o Senhor está assentado no trono, ou seja, governando com soberania toda a terra. Ele ficou ali como que contemplando a majestade do Rei. Você já ficou um tempo na presença do Senhor apenas contemplando sua majestade?

Em segundo lugar, Isaías arrependeu-se. A visão de Deus é tão linda e ao mesmo tempo tão transformadora. Perceber o poder do Senhor e seu precioso amor nos leva ao constrangimento e ao pó, nos prostramos, reconhecendo quem ele é e quem somos: “Estou perdido! É o meu fim […] Meus olhos, porém, viram o Rei, o Senhor dos Exércitos!” (Isaías 6.5 ‒ NVT). Estar na presença do Senhor nos leva ao arrependimento, pois reconhecemos que necessitamos de sua graça e misericórdia. Qual foi a última vez que você se arrependeu na presença do Senhor?

Em terceiro lugar, Isaías foi santificado. Em sua visão, um anjo toca em seus lábios para trazer purificação: “Veja, esta brasa tocou seus lábios. Sua culpa foi removida, e seus pecados foram perdoados” (Isaías 6.7 ‒ NVT). A presença do Senhor nos purifica do pecado, depurando nossa vida em santificação. Ele nos santifica e recebe a nossa adoração, pois, como qualquer Pai, gosta de ouvir palavras de elogio e exaltação de suas virtudes. Como você se sente ao perceber que no ambiente de adoração somos santificados?

Em quarto lugar, como consequência dos atos anteriores, Isaías se entregou para exercer sua vocação. O Senhor pergunta a ele: “Quem enviarei como mensageiro a este povo? Quem irá por nós?” E eu respondi: “Aqui estou; envia-me” (Isaías 6.8 ‒ NVT). Santificado, o profeta se torna sensível ao chamado e aceita o desafio de entregar-se de maneira irrestrita à voz do Senhor. Apresentar-se ao Senhor e obedecê-lo é a atitude do verdadeiro adorador. Você já disse alguma vez: “Eis-me aqui, Senhor, envia-me”?

A contemplação nos leva ao arrependimento, que nos leva à santidade, que nos leva à consagração. Assim, a adoração se torna espontânea e natural. Com música ou sem. Com palavras, versos ou em silêncio. Ali o adorador está diante de seu Senhor e nada pode atrapalhar esse momento. Aumentar nosso conhecimento e vocabulário a respeito do Senhor certamente poderá nos ajudar a viver espontaneamente em adoração, tê-la como estilo de vida. Amoroso, eterno, provedor, perfeito, bondoso, onipotente, imutável, fiel, verdadeiro, justo, santo, santo, santo…

Daniel Zemuner Barbosa

Missão Integral

Projeto Siloé

 Se desse tudo o que tenho aos pobres e até entregasse meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, de nada me adiantaria (1 Coríntios 13.3 – NVT).

Testemunho

João (nome fictício) estava internado há um mês. Ele mora com a esposa em uma cidade litorânea próxima a Florianópolis. Ao final de 2019 ele contraiu COVID, ficando com 98% da capacidade pulmonar comprometida. Estar vivo, nas palavras da esposa, era um milagre.

Na ocasião em que o visitamos, João tratava de problemas na garganta e no pé, ainda em decorrência da COVID. O casal testemunhou ver a mão de Deus na vida de João. E ambos ficaram muito gratos e contentes pela visita de nossa equipe.

Na Capelania temos a oportunidade de ver o amor e o sobrenatural de Deus em cada visita. Frequentemente somos muito mais abençoados, recebemos muito mais do que aquilo que oferecemos.

Capelania Hospitalar

Em dois meses nossa equipe fez 314 visitas aos pacientes, os escutou, orou com eles e os assistiu em suas necessidades: Doamos 131 peças de roupas, 4 pares de calçados, 3 Bíblias, 8 kits de higiene, 7 Novos Testamentos, 125 canetas e 1 hidratante corporal.

Centros de Atendimento

O Projeto Siloé mantém quatro Centros de Atendimento, o primeiro no bairro Estreito, dois outros em parceria com igrejas e um quarto no bairro Rio Vermelho, no Espaço Ponte, Projeto Social que o Siloé está desenvolvendo na comunidade, onde funciona um brechó beneficente, aulas de violão e uma oficina de costura.

Vinte e nove pessoas foram atendidas no último bimestre (sem contar os atendimentos nos CA parceiros), sendo que duas foram encaminhadas a Comunidades terapêuticas. Também doamos 70 peças de roupas, 25 cobertores novos, 3 cestas básicas, 6 auxílios assistenciais e três hospedagens a pessoas que se encontravam em situação de rua.


INTERCESSÃO MUNDIAL

Somália

Como é a perseguição aos cristãos na Somália?

Por mais de 25 anos, a Somália tem sido um refúgio seguro para os radicais islâmicos que visam eliminar os cristãos. Boa parte do território somali é controlado por grupos como o Al-Shabaab e eles veem os cristãos ex-muçulmanos como traidores. Logo, esses cristãos tornam-se alvos constantes de ataques violentos.

Além disso, eles enfrentam a hostilidade dos familiares e das comunidades. Apenas a suspeita de conversão ao cristianismo pode resultar em assédio, ameaças e morte. Apesar da pandemia de COVID-19, os extremistas não deixaram de atacar os seguidores de Jesus e a vida na Somália continua insegura.

O que mudou este ano?

Apesar da diminuição nos ataques violentos contra cristãos, a perseguição continua extrema na Somália. Nenhum lugar é seguro para um cristão somali, e a pressão é intensa em todas as esferas da vida.

Quem persegue os cristãos na Somália?

O termo “tipo de perseguição” é usado para descrever diferentes situações que causam hostilidade contra cristãos. Os tipos de perseguição aos cristãos na Somália são: opressão islâmica, opressão do clã, corrupção e crime organizado, paranoia ditatorial.

Já as “fontes de perseguição” são os condutores/executores das hostilidades, violentas ou não violentas, contra os cristãos. Geralmente são grupos menores (radicais) dentro do grupo mais amplo de adeptos de uma determinada visão de mundo. As fontes de perseguição aos cristãos na Somália são: grupos religiosos violentos, líderes religiosos não cristãos, cidadãos e quadrilhas, parentes, redes criminosas, oficiais do governo, líderes de grupos étnicos.

Pedidos de oração:

-Continue a orar pela paz e pelo sucesso no estabelecimento da democracia na Somália. Peça que os governantes tenham sabedoria para combater a ação de grupos extremistas como o Al-Shabaab.
-Quase 100% dos somalis são muçulmanos. Interceda para que o Senhor continue a edificar o povo dele no território e mais pessoas sejam impactadas pelo testemunho dos cristãos.
-Clame para que os parceiros da Portas Abertas tenham sabedoria e amor no trabalho de promover o crescimento dos cristãos somalis. Que haja muitos frutos que glorifiquem o nome de Deus.

Fonte: portasabertas.org.br

Tome Nota!

Eleição de Oficiais – Nos dias 27 e 28 de agosto teremos eleição de oficiais. Candidatos a presbíteros (3 vagas): Edilson Panichi, Emanuel Gois, Israel Hermenegildo da Silva, Marcelo Leal, Rafael Surjus Zemuner. Candidatos a diáconos e diaconisas (16 vagas): Alzira Souza Alves Mendes, Antonia Alves de Oliveira, Antonio Carlos Zago, Ataide Rodrigues Mendes, Camila de Souza Mendes  Xavier, Denise Cristina Kusaba Soares, Fabio Ravagnani Saito, Guilhermina Silva Jacob, Luiz Carlos Batista, Marcelo Vicente Soares, Maria Dolores de Oliveira, Neli Correia Oliveira Pereira, Roberto da Silva, Sandra Regina Alves Garcia, Silvia Garcia Jodar, Vera Lucia Rodrigues Gibovski.

Escola Bíblica Esperança – Em setembro terá início o módulo 3 da EBE. Cursos oferecidos: As três dimensões do casamento; Facilitadores de Ajuda Mútua; Louvor e adoração; Livros proféticos; Apocalipse; Noivos. Informações e inscrições aqui.

Curso Vida Nova – De 18 de setembro a 9 de outubro teremos o Curso Vida Nova, destinado a quem deseja ser membro da Igreja. Serão 4 aulas, aos domingos, das 10h às 11h30, no Espaço EsperançaInscrições até 16 de setembro. Inscrições aqui.

Para a sua Célula

Princípio

Princípio do Crescimento (João 15.1-5, Efésios 4.11-16; Filipenses 1.6; 3.12-16) Comprometo-me a dar continuidade ao meu crescimento proposto pela igreja por meio dos cursos da Caminhada Vida em Cristo, do envolvimento pessoal no discipulado e na Rede de Cuidado Pessoal, da participação na célula e nas celebrações, a fim de alcançar maturidade e tornar-me frutífero, em busca contínua da estatura espiritual de Cristo.

Edificação na Célula

Texto Bíblico:

Isaías 6.3

Interação:

Como adorar espontaneamente? Colocando-se disponível ao Senhor: Eis-me aqui, envia-me a mim (Isaías 6.8). Verdadeira adoração é obediência espontânea. O profeta Isaías, após a triste morte do rei Uzias, foi levado ao sublime trono de Deus. Lá ele contemplou, arrependeu-se, foi santificado e entregou-se para exercer sua vocação. Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos (Isaías 6.3a – NVT). Podemos expressar adoração de inúmeras maneiras, não apenas por meio da música. Então, vamos aceitar o desafio do Pr. Daniel e escrever ao menos dez palavras de elogio ao nosso único e grandioso Deus. Comente com os irmãos em sua célula. (Paulo Povedano)

Algumas perguntas para reflexão:

1- Você já teve uma experiência de adoração que gerou transformação na sua vida? Se sim, como foi?
2- Alguma vez você já declarou ao Senhor: “Eis-me aqui, Senhor, envia-me”?
3- Vamos fazer um momento de louvor espontâneo exaltando os atributos de Deus.

Crianças:

As crianças fazem parte da célula, por isso é importante mantê-las engajadas e participando da comunhão, de forma criativa.

“Criação e ação” – Nesta semana as crianças estudarão a lição 9 do Material de Tema Único. Título: Mas será? Princípio: Deus pode fazer o impossível. Versículo para decorar: Será que para o Senhor há alguma coisa impossível? (Gênesis 18.14a – NTLH)

Continue lendo

Nossos Boletins

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis