Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 21.08.16


Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã (Apocalipse 22.16).


Conhecida como estrela da manhã, o planeta Vênus pode ser visto no céu oriental antes do alvorecer, prenunciando o nascer do sol, a chegada de um novo dia. Cantada em verso e prosa, muitas vezes chamada como estrela d’alva, a estrela da manhã é o símbolo de um novo dia. Como a “brilhante Estrela da manhã”, Jesus anuncia o alvorecer da eternidade, proclamando que esta vida é somente um prelúdio da vida real no mundo porvir.

A estrela da manhã foi profetizada desde a antiguidade: uma estrela procederá de Jacó (Números 24.17). A importância das profecias é que trazem segurança de que Deus está regendo a história de todo o universo. A vinda do Messias está associada ao movimento dos céus visto da terra. Não à toa os reis magos, atentos às profecias, mantiveram seus olhos nos céus para encontrarem Jesus: Vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo (Mateus 2.2).

A estrela da manhã foi cobiçada por Satanás: Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. Contudo, serás precipitado para o reino dos mortos, no mais profundo do abismo (Isaías 14.12-15). O profeta revela a queda de Satanás por ter cobiçado a posição de Deus. Já Jesus foi muito diferente, pois em tudo obedeceu, em tudo humilhou-se, em nada usurpou a posição de Deus, em tudo glorificou ao Pai (Filipenses 2.5-7; Mateus 26.42; João 4.34; 5.30; 6.38; 17;4).

A estrela da manhã foi prometida a nós: assim como também eu recebi de meu Pai, dar-lhe-ei ainda a estrela da manhã (Apocalipse 2.28). Aquele que é a estrela da manhã promete colocar em nós essa mesma luz que tem a certeza de que um novo dia está chegando, que não precisamos temer o futuro. Ao contrário, ele promete dar a nós, sua igreja, seu povo, a certeza da eternidade, esperança maior que as circunstâncias, fé acima do que se vê (1 Coríntios 2.9; 2 Coríntios 4.16-18).

A estrela da manhã foi revelada a nós: enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas (Apocalipse 22.16). Há uma estratégia deliberada de mover os recursos celestiais, fazendo-os chegar à terra para testificar essas promessas. Você e eu somos alvo da revelação de Deus. Não é daqui para lá, mas é de lá para cá (João 15.16; 16.8-11).  A esperança nasce em nossos corações pois há uma santa e divina conspiração em nosso favor.

A estrela da manhã foi nascida no coração. Ao discorrer a respeito da volta de Cristo, o apóstolo Pedro compreendeu que esse dia acontecerá quando a estrela da alva nasça em vosso coração (2 Pe 1.19). Em outras palavras, quando a Estrela da manhã, Jesus, nascer no coração do seu povo escolhido, aí virá o dia perfeito, o dia de sua gloriosa volta. Jesus é essa chama que nasce em nossos corações que nos dá a inexplicável certeza e convicção de que está para nascer um novo dia.

É muito interessante perceber na natureza que a estrela da manhã é mais brilhante nas regiões desérticas. Tão brilhante que muitos chegam a pensar que é o próprio sol. Em nossas vidas não é diferente: quando estamos em uma posição quando nenhum outro tipo de luz nos confunde, nos distrai, nos desvia, percebemos com mais nitidez a brilhante estrela da manhã está viva prenunciando a eternidade gloriosa em sua presença.

Rev. Rodolfo Garcia Montosa