Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 02.08.15

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos (Mateus 5.6 - NVI).

Imagine-se sendo intimado agora para estar diante do tribunal de Deus. Você seria considerado culpado ou inocente? Seus pensamentos o conduziriam à condenação ou à absolvição? Seu comportamento ao longo da vida seria reprovado ou elogiado por Deus? No conceito bíblico, justiça é ser considerado inocente, absolvido e aprovado por Deus. É ser considerado puro, santo, imaculado. Para abordar melhor o tema, faço a pergunta a qual pretendo responder: ter fome e sede de justiça significa exatamente ter fome e sede do que?

Significa fome e sede de ser como Jesus, da mesma natureza e essência. Deixe-me explicar melhor. Sabemos que, diante da justiça de Deus, não basta ‘não matar’ (Mt 5.22), mas nem poderíamos odiar; ‘não adulterar’ (Mt 5.28), mas nem poderíamos olhar maliciosamente; ‘não jurar’ falsamente (Mt 5.37), mas nem poderíamos pensar em mentir; não basta ‘amar o próximo’, mas deveríamos orar por aqueles que nos perseguem (Mt 5.44). Sendo honestos, quem alcançaria esse padrão? Ninguém! Sabendo disso, Cristo, o justo, se fez justiça no lugar de todo aquele que nele crê (Rm 3.23-26). E os que creem em Jesus recebem o poder de serem feitos filhos de Deus (Jo 1.12), uma nova pessoa (2 Co 5.17), com um novo coração (Ez 11.19; 36.26). Em outras palavras, recebemos um novo DNA, um novo sistema operacional, um novo chassis, um novo motor, um novo ser, da mesma essência de Cristo. Disso devemos ter fome e sede!

Significa fome e sede de pensar como Jesus. Quando recebemos sua natureza, no “pacote” foi instalada em nós uma nova mente (1 Co 2.16): a mente de Cristo. Temos acesso à transformação natural da nossa visão de mundo, nosso ethos, nosso caráter. Entra em ação a Palavra de Deus restaurando nossos pensamentos (Sl 19.7) no poder regenerador e renovador do Espírito Santo (Tt 3.5), permitindo-nos ver o mundo a partir do ponto de vista de Cristo. Em outras palavras, passamos a ter acesso a uma lente que, quando usada, nos faz ver as coisas de modo distinto, do ponto de vista de Deus, e nos permitirá responder a tais percepções do jeito que ele faria se estivesse em nosso lugar. Disso devemos ter fome e sede!

Significa fome e sede de andar como Jesus. Uma nova maneira de ver o mundo promoverá novo comportamento, moral, ou conduta diante das diversas situações da vida. Uma vez que passamos a pensar com a mente de Cristo, somos capacitados a andar, falar, fazer como ele no dia a dia. Aquele que furtava, não furte mais (Ef 4.28), aquele que mentia, não minta mais (Cl 3.9). Simples como Jesus falou àquela mulher adúltera que foi por ele libertada: vai e não peques mais (Jo 8.11). Por causa da ação de Cristo, o pecado não mais tem domínio sobre nós (Rm 6.12-14), para que, todo aquele que é nascido de Deus, não viva em pecado (1 Jo 5.18a). Porque fomos feitos nova criatura, com uma nova mente, teremos um novo comportamento. Disso devemos ter fome e sede!

A fome e sede de qualquer outra coisa que não seja a justiça de Deus sempre deixará a humanidade insaciável e insatisfeita. Já os famintos e sedentos de serem como Jesus, pensarem como Jesus e andarem como Jesus receberão o cumprimento da promessa: serão satisfeitos, saciados, fartos!

Rev. Rodolfo Garcia Montosa