Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 28.04.19


Seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus; confirma sobre nós as obras das nossas mãos, sim, confirma a obra das nossas mãos (Salmos 90.17).


Para que se aumente o governo de Cristo sobre nós, é necessário que tenhamos claro em nossa vida que fomos criados por Deus com o propósito primeiro de dar glórias ao seu nome. Assim, em tudo o que fazemos, precisamos nos perguntar: Isso glorifica a Deus?

Utilizando as obras de nossas mãos como símbolo das coisas que fazemos, vejamos o que a palavra de Deus nos ensina sobre esse tema. Temos o governo de Cristo sobre nossas mãos por meio de:

Mãos precavidas.  Deus escolheu a Davi, seu servo, para ser o pastor de Jacó, seu povo, e de Israel, sua herança. E ele os apascentou consoante a integridade do seu coração e os dirigiu com mãos precavidas (Salmos 78.70, 71-72). Quando vamos realizar algo precisamos ser cautelosos, analisando as condições em que estamos envolvidos e quais os desdobramentos daquela atitude. Assim como o rei Davi, que o governo de Cristo nos faça ter mãos precavidas.

Mãos santas. Quero, portanto, que os varões orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem animosidade (1 Timóteo 2.8). Que não seja encontrado nenhum dolo em nossas mãos, mãos que fujam do mal, consagrando o que tocamos, o que assinamos ou cada gesto que fazemos. Mãos que foram purificadas por Cristo e que permanecem santificadas em todas as suas obras.

Mãos cuidadoras. Um samaritano que estava viajando por aquele caminho chegou até ali. Quando viu o homem, ficou com muita pena dele. Então chegou perto dele, limpou os seus ferimentos com azeite e vinho e em seguida os enfaixou. Depois disso, o samaritano colocou-o no seu próprio animal e o levou para uma pensão, onde cuidou dele (Lucas 10.33-34 - NTLH). Por meio de nossas mãos, Deus quer cuidar e curar muitas pessoas que estão ao nosso lado.

Mãos que servem. Perguntou-lhe o Senhor: Que é isso que tens na mão? Respondeu-lhe: Um bordão (Êxodo 4.2). Não importa o que temos em nossas mãos, se apenas uma vara ou grandes recursos, quando são colocados sob o governo de Cristo e à disposição do reino de Deus, grandes obras serão feitas por intermédio delas.

Mãos abençoadoras. Pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento. Por esta razão, pois, te admoesto que reavives o dom de Deus que há em ti pela imposição das minhas mãos. Porque Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação (2 Timóteo 1.5, 6-7). Debaixo do governo de Cristo, Deus manifesta seu avivamento e cura sobre a sua igreja.

Agora, olhe para suas mãos! O que ou onde elas têm tocado? Deus quer fazer da nossa vida assim como fez com José: Vendo Potifar que o Senhor era com ele e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos (Gênesis 39.3).

Olhe de novo para suas mãos! Sob o governo de Cristo, o Senhor fará que as obras de suas mãos sejam prósperas e sejam para a glória de Deus.

Rev. Pedro Leal Junior