Conteúdo e Mídia

Mensagens

Além de ser o evento de maior importância para o cristianismo, a Páscoa quando Jesus morreu é, sem dúvida alguma, o maior acontecimento da história da humanidade. Nada nem ninguém superou a força, amor, relevância, profundidade e significado desse momento único. Dentre inúmeros fatos, vamos destacar três episódios que mostram um lance de invasão, outro de surpresa e mais um de grande impacto.

A invasão (Marcos 14.12-16). Era chegada a Páscoa. Jesus anunciou com detalhes a Pedro e João onde seria a última refeição com os discípulos. Esteve preparando todas as coisas. Agora, uma sala, numa linda e espaçosa casa, já estava arrumada e pronta. Mas para preparar um lugar eterno na Casa do Pai, algo diferente ainda iria acontecer. Ele haveria de morrer e ressuscitar. E neste momento, entre a morte e a ressurreição, em meio a diferentes sentimentos, barulhos e silêncios, Jesus estava preparando a vida. Para isso, foi necessário invadir o reino das trevas para matar a morte, o último inimigo a ser vencido, numa intensa batalha espiritual. Prepare-se!

A surpresa (Lucas 24.1-12). Era bem cedo quando algumas mulheres chegaram ao sepulcro. Traziam consigo aromas para embalsamar o corpo de Jesus. Tomaram o maior susto quando encontraram a pedra removida. Assim que entraram, perceberam que o corpo do Mestre não estava mais lá. Confusas, tentaram imaginar o que poderia ter acontecido. Então, de repente, dois homens com luzes brilhando ao redor apareceram. Suas palavras causaram grande surpresa, ao mesmo tempo que fizeram com que lembrassem de tudo o que Jesus tinha falado anteriormente. Em muito pouco tempo, uma reviravolta de sentimentos: da tristeza, perplexidade, frustração, espanto até a alegria contagiante.

O impacto (Lucas 24.13-31). É possível Jesus estar no meio de nós e não o percebermos ou mesmo não reconhecermos quem ele é? Muitas situações podem nos fazer perder essa percepção e sensibilidade, dentre elas a tristeza, a frustração e o sentimento de abandono. Foi assim com dois amigos, enquanto andavam por uma estrada, entristecidos pelo acontecimento da morte de Jesus, dias antes. Mas imaginem o impacto que tiveram ao terem seus olhos abertos, no partir do pão, e reconhecerem que Jesus estava entre eles. Prepare-se para ter o seu coração incendiado, e para o impacto da presença de Jesus em nossa casa ao partirmos juntos, o pão.

Ainda nos dias de hoje o poder que operou na Páscoa continua operando em nossa vida. Quando tudo parece silencioso, Deus está operando uma invasão libertadora no mundo espiritual. Quando tudo parece morto, Jesus aparece e surpreende. Quando tudo parece inexplicável, Jesus traz sentido e significado que fazem nosso coração queimar. Viva a Páscoa! Viva Jesus!


Daniel Zemuner, Pedro Leal Junior e Rodolfo Montosa

 

 

Igreja IPI