Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 20.06.15

Apocalipse 2.1-7

Introdução

Hoje falaremos sobre uma das sete cartas enviadas às igrejas do Apocalipse para aprendermos sobre o que fazer e o que não fazer nos dias atuais. Temos uma grande responsabilidade ao sermos identificados como “Corpo de Cristo”, “Família da Fé”, temos a missão de darmos sequência à missão iniciada pelo próprio Cristo.

A mensagem das cartas do Apocalipse tem origem em Deus Pai, entregue a Jesus Cristo e revelada a João através de um anjo. Trata-se de mensagens para igrejas cristãs da Ásia Menor, atual Turquia, formadas a partir de Cristo e dos apóstolos. Sobre a carta à igreja de Éfeso:


1) Uma Igreja dinâmica e trabalhador

•“Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança”.
•Não há registro de quantas e quais obras a Igreja de Éfeso realizou.
•Em linhas gerais em Efésios percebemos que aquela igreja buscava ser.

     -Uma igreja de relacionamentos transformados e transformadores (Efésios 2.1: “Ele vos deu vida, estando vós mortos”)

     -Um novo templo, uma construção feita de pessoas (Efésios 2.19-20: já não sois estrangeiros, mas concidadãos dos santos, família de Deus, edificados em Cristo a Pedra Angular).

     -Um organismo onde o poder e a autoridade são segundo o padrão de Cristo (Efésios 1.22: pôs todas as coisas debaixo dos pés para ser o cabeça sobre todas as coisas).

     -A mordomia é uma maneira de servir a Jesus (Efésios 4.11-12: ele mesmo concedeu uns e outros...com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o serviço e edificação).

     -Um posto avançado num mundo tenebroso (Efésios 5.3: mas a impudicícia, as impurezas e o pecado não se nomeiem entre vós, não sejam participantes).

     -Acima de tudo, a igreja é a noiva que aguarda seu esposo (Efésios 5.22-32).

•O próprio Cristo percebe que esta igreja possui obras, trabalha e persevera para buscar estas verdades já percebidas por Paulo, igreja que não suporta pessoas más e falsas.
•O mundo precisa de uma igreja dinâmica, trabalhadora, eficiente e relevante...verdadeira!
•Quais têm sido as nossas obras?

2) Porém, uma Igreja que perdeu o primeiro amor

•O que quer dizer “primeiro amor”? Perdeu a motivação. Quem perde isso, torna-se morna!
•Abandonar o primeiro amor significa fazer por fazer, sem motivação, significa fazer de forma mecânica. Deus não se agrada.
•Abandonar o primeiro e verdadeiro amor significa cair e a igreja de Cristo não pode se dar ao luxo de cumprir seu papel caída, prostrada, sem autoridade.

3) Mas há uma instrução: “Arrepende-te e volta”

•Arrependimento é a marca do cristão e da igreja. Sem arrependimento não há remição. “Todos pecaram e precisam da glória de Deus” (Romanos 3.23).
•Todos pecaram. Esta juventude pecou e peca, mas é preciso haver arrependimento constante.
•Não há coisa pior para Deus do que pecador convencido, que não reconhece seus erros, o que dizer de uma igreja que não reconhece erros e não se propõe a voltar para consertá-los.
•Volta paro começo! Recomece de onde parou! Faça tudo de novo.

Conclusão

Se assim fizerem, comerão da árvore da vida. Significa a salvação em Cristo, estar para sempre com o Senhor na glória, na nova Jerusalém (Apocalipse 22.2-5). Se, porém, não houver arrependimento e reconstrução, não haverá salvação.

Rev. Daniel Zemuner Barbosa