Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 11.06.17


Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas (Apocalipse 4.11).
 

Foi dessa maneira que Deus criou os céus, a terra e tudo o que neles há: teve vontade, falou e, pronto, tudo o que se vê veio a existir. Simples assim! Disse Deus: haja e houve. Para onde nossos olhos se voltarem, teremos motivos para nos maravilharmos com a força, beleza, criatividade, variedade, precisão e funcionalidade da criação. Quer seja a olho nu, pelo microscópio ou pelo telescópio, veremos a perfeição e grandeza de Deus estampadas por todo o lugar.

Ver a olho nu é suficiente para perceber maravilhas por todo lado. Observe o beija-flor batendo suas asas 80 vezes por segundo; a tartaruga nadando no oceano há 150 anos; o guepardo correndo na savana a 115 km/h; um besouro puxando um objeto 1.141 vezes seu próprio peso; uma oliveira no Líbano com 6.000 anos de idade; o preciso movimento do girassol; o lindo pôr do sol; sua digital única dentre sete bilhões de pessoas; o gostoso sorriso de uma criança; enfim ... a lista das maravilhas da criação é interminável. Tudo feito diante dos nossos olhos nos deixa estupefatos! Por isso, o salmista cantou: Grandes são as obras do Senhor, consideradas por todos os que nelas se comprazem (Salmos 111.2).

Ver pelo microscópio nos dá acesso ao maravilhoso mundo das células que compõem todo ser vivo. No ser humano são cerca de 100 trilhões de células. Cada uma contém todas as informações necessárias para reproduzir-se e transmitir à geração seguinte características qualitativas (cor dos olhos, forma da boca, etc.) e quantitativas (comprimento dos pés, tamanho do nariz, etc.), armazenadas em um cromossomo com 3044 genes distribuídos em 246 milhões de bases numa fita contínua de DNA. Multiplique todas as informações genéticas contidas em uma única célula por 100 trilhões de células. Somos o maior complexo de informações existente na face da terra! Esta fita de DNA mede cerca de 1,5 metro que, multiplicado pelo número de células, formaria uma linha suficiente para ir e voltar da Terra ao Sol mais de 500 vezes. Essa fiação toda dentro da gente. Por isso, o salmista declarou: Tu criaste o íntimo do meu ser e me teceste no ventre de minha mãe (Salmos 139.13 - NVI).

Ver pelo telescópio nos dá acesso ao Universo chamado Visível que, segundo os cientistas, demoraria 13 bilhões de anos para ir de uma ponta a outra viajando na velocidade da luz (300 mil km/s), com cerca de 10 bilhões de Galáxias Grandes, dentre as quais a Via Láctea, onde se encontra o sistema solar, constituído pelo sol com 99% da massa total, sendo 1% distribuído por nove planetas, dentre os quais a Terra, onde estamos localizados em alguma parte dela. É possível perceber a grandeza disso tudo em termos de distância, volume e quantidades? Por isso, o salmista cantou: Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas mãos (Salmos 19.1 - NVI).

Pense comigo: se uma pintura de uma linda paisagem é vendida por milhões, quanto deveria receber quem criou a paisagem? Se um cientista recebe um Prêmio Nobel por decifrar o código genético, que prêmio deveria receber quem criou a genética? Se uma agência espacial é reconhecida publicamente por suas descobertas no universo, qual reconhecimento deveria receber quem criou o universo? Vamos nos deleitar no Deus de toda a criação e nos deixar maravilhar por suas grandes obras. Por isso, cantaremos na eternidade: Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas.

Rev. Rodolfo Garcia Montosa