Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 25.06.17

 


Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor (Efésios 5.15-17).

 


O que fazer agora? Como reagir? O que falar? Quando se calar? Como resolver esse problema? Como me comportar? Avançar ou esperar? O que perguntar? Como responder? Oportunidade ou emboscada? Dependendo da nossa resposta a perguntas assim, seremos sábios ou néscios. Como disse o sábio: Como é feliz o homem que acha a sabedoria (Cristo), o homem que obtém entendimento (Provérbios 3.13 - NVI). Ciente disso, o apóstolo Paulo escreveu esses versículos dando algumas pistas para nos orientar. Três princípios ajudam na busca por sabedoria na vida.

A expressão vede prudentemente como andais aponta para o princípio da consciência. Indica a importância de dedicarmos a devida atenção para percebermos como agimos, reagimos, com quais sentimentos, intenções, em cada momento e circunstância da vida. Não somente ver como andamos, mas ver prudentemente, ou seja, com afinco, determinação, em busca da verdade. Isso exige uma difícil combinação. Devo ver a mim mesmo com meus olhos, mas também ver a mim mesmo com os olhos de outras pessoas. Quanto maior a divergência desses olhares, maior a inconsciência de como estou andando. Devo buscar o caminho da congruência do olhar, sem medo. Não há como crescer em sabedoria sem consciência dos erros e dos acertos. Não tenha medo do espelho, nem das críticas. Além dos meus olhos e dos olhos dos outros, devo começar a me ver com os olhos de Deus. Esse olhar é perfeito, profundo, certeiro, cheio de graça e misericórdia e faz bem.

A expressão remindo o tempo, porque os dias são maus aponta para o princípio do desembaraço. Traduz o alvo de não nos enroscarmos em coisas que nos fazem perder tempo. O emprego errado, o relacionamento atrapalhado, o projeto que não vai dar em nada. Remir o tempo é aproveitar ao máximo cada oportunidade em busca de viver o reino de Deus em sua integralidade. A oportunidade perdida jamais voltará. É não procrastinar, nem antecipar. Se não existe, é criar a oportunidade, comprá-la a qualquer preço.

A expressão procurai compreender qual a vontade do Senhor aponta o princípio do discernimento, indicando a fonte da sabedoria. De fato, o temor do Senhor é o princípio da sabedoria; revelam prudência todos os que o praticam (Salmos 111.10). Cristo é a fonte de toda a sabedoria para a vida. O pleno conhecimento dele traz espírito de sabedoria e revelação (Efésios 1.17). Tudo o que precisamos de sabedoria para viver está personificado em Cristo Jesus. Mais que um conceito, sabedoria é o traço de caráter de Cristo. Por isso, quando nos aplicamos para conhecer, entender e seguir Cristo e sua vontade, estamos na estrada de adquirir sabedoria. Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida (Tiago 1.5 - NVI). Mas não é qualquer tipo de sabedoria. A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento (Tiago 3.17 - NVI).  

Sabedoria é ter discernimento para fazer a coisa certa, consciência para fazê-la do jeito certo, com desembaraço para fazê-la na hora certa. Toda a provisão de Deus para vivermos em sabedoria já nos foi dada por Deus. Vamos nos deleitar nisso.

Rev. Rodolfo Garcia Montosa