Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 04.11.18


Então, Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o Senhor, por um forte vento oriental que soprou toda aquela noite, fez retirar-se o mar, que se tornou terra seca, e as águas foram divididas. Os filhos de Israel entraram pelo meio do mar em seco; e as águas lhes foram qual muro à sua direita e à sua esquerda (Êxodo 14.21-22).
 

Nem tudo o que eu penso e quero tenho a capacidade de fazer. Quantas coisas nós gostaríamos de executá-las, mas falta-nos condições para isso. Trabalhamos dentro dos nossos limites. Não pudemos evitar aquele acidente, não pudemos salvar aquele paciente, não pudemos mudar o coração daquela pessoa, não pudemos fazer cessar aquela tempestade. Nem sempre o querer é poder. Como escreveu Martinho Lutero: “A força do homem nada faz; sozinho está perdido” (Castelo Forte - CTP nº 409).

Charles Swindoll no seu precioso livro "Moisés um homem dedicado e generoso", descreve a pessoa de Moisés, o libertador do povo de Israel, em três diferentes períodos de quarenta anos cada. Nos primeiros quarenta anos quando estava no palácio como filho da filha de Faraó, cercado do poder e do glamour da vida palaciana, ele levantava os braços e, orgulhosamente, dizia: "Eu posso".  Depois fugitivo, com medo de Faraó, cuidando dos rebanhos de Jetro, seu sogro, Moisés estava vivendo seu segundo período de quarenta anos. Na solidão do deserto, sob o sol escaldante, Deus o chamou e o convocou para se apresentar a Faraó e tirar o seu povo do cativeiro. Foi nesse contexto que Moisés, já com oitenta anos, humildemente, baixou seus braços e disse: "Eu não posso". Depois dos tensos encontros com Faraó, Moisés, numa noite memorável, saiu com o povo. Foram quatrocentos e trinta anos de cativeiro.

Lá foi Moisés com o seu bordão conduzindo cerca de seiscentos mil homens (Êxodo 12.37-41).  Quando os israelitas chegaram ao Mar Vermelho, Faraó os alcançou (Êxodo 14.6-10). Que situação difícil, e agora? Então Moisés orou a Deus, levantou seu bordão, estendeu a mão sobre o mar e disse, confiante no Senhor: “Deus pode”. E o milagre aconteceu (Êxodo 14.16, 21-22).

Quando eu não posso, Deus pode. Deus faz. Deus trabalha: Então Jesus disse a eles: — O meu Pai trabalha até agora, e eu também trabalho (João 5.17 - NTLH). Deus não dormita nem dorme: Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão que penosamente granjeastes; aos seus amados ele o dá enquanto dormem (Salmos 127.2). Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera (Isaías 64.4). Não vamos impedir o agir de Deus. Não vamos atrapalhar.

Rev. Messias Anacleto Rosa