Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 11.11.18


Profetizei como ele me ordenara, e o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso (Ezequiel 37.10).


O profeta Ezequiel viveu experiências impressionantes, segundo a narrativa de Ezequiel 37.1-14:

A primeira é que o Espírito o levou a um lugar difícil: Veio sobre mim a mão do Senhor; ele me levou pelo Espírito do Senhor e me deixou no meio de um vale que estava cheio de ossos (v 1). Um vale cheio de ossos; não é nada agradável um lugar assim. Quantas vezes somos levados a morar, trabalhar em locais parecidos a esse vale de ossos.

A segunda é que o Espírito lhe fez uma pergunta difícil: Filho do homem, acaso, poderão reviver estes ossos? Respondi: Senhor Deus, tu o sabes (v 3). Nem sempre o Senhor nos faz perguntas fáceis de serem respondidas. Exemplo: Que queres que eu te faça? (Marcos 10.51). Sara, tua mulher, onde está?  (Gênesis 18.9). Onde está Abel, teu irmão? (Gênesis 4.9). Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? (João 21.15).

A terceira é que Ezequiel deveria fazer uma coisa difícil: Disse-me ele: Profetiza a estes ossos e dize-lhes: Ossos secos, ouvi a palavra do Senhor (v 4). Ele deveria profetizar aos ossos secos. Profetizar é falar, pregar. Ossos secos não ouvem. Às vezes o Senhor nos manda fazer coisas difíceis: Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem (Mateus 5.44). Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo: Estou arrependido, perdoa-lhe (Lucas 17.4).

Depois de viver essas três difíceis experiências, o profeta Ezequiel viu Deus fazendo uma coisa difícil: Então, profetizei segundo me fora ordenado; enquanto eu profetizava, houve um ruído, um barulho de ossos que batiam contra ossos e se ajuntavam, cada osso ao seu osso. Olhei, e eis que havia tendões sobre eles, e cresceram as carnes, e se estendeu a pele sobre eles; mas não havia neles o espírito. Então, ele me disse: Profetiza ao espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó espírito, e assopra sobre estes mortos, para que vivam. Profetizei como ele me ordenara, e o espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso (Ezequiel 37.7-10).

Ossos secos sendo transformados em um exército sobremodo numeroso. Famílias secas, casamentos, relacionamentos, igrejas, líderes secos. Somos uma sociedade sem seiva, perdemos o verdor, nos tornamos estéreis. Não temos brilho. Temos tecnologia, temos o glamour, mas tudo não passa de aparências. Temos um vazio, um buraco dentro de nós.

O sexo sem responsabilidade, as drogas, a bebida em excesso, as filosofias vãs, não passam de uma propaganda enganosa: Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas (Jeremias 2.13). Deixamos a fonte e fomos matar a sede em cisternas rotas. Mas ele faz um convite a todos nós: Voltai, ó filhos rebeldes, eu curarei as vossas rebeliões (Jeremias 3.22).

Ele faz coisas difíceis. Pense naquilo que para você é difícil na sua vida e coloque nas mãos daquele que faz: Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti (Jeremias 32.17 - NVI).

Deixo aqui estas palavras do pregador Charles H. Spurgeon: “Quando não podemos fazer nada, Jesus pode fazer tudo” (Dia a dia com Spurgeon, p. 39).

Rev. Messias Anacleto Rosa