Conteúdo e Mídia

Mensagens

Em novembro estamos refletindo em nossos cultos, aos sábados, domingos e nas Tardes de Esperança, às terças-feiras, sobre o tema Esconderijo. As mensagens têm como base as reflexões do livro de fim de ano do Pr. Messias Anacleto Rosa.

Anjos, agentes de Deus. Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra (Salmos 91.11-12). Os anjos são ministros de Deus a serviço dos herdeiros da salvação: Os anjos não são, todos eles, espíritos ministradores enviados para servir aqueles que hão de herdar a salvação? (Hebreus 1.14 - NVI). Mas para os que estão no esconderijo do Altíssimo não só os anjos os guardam em todos os seus caminhos, como também os anjos os sustentam nas suas mãos para não tropeçarem nalguma pedra. Deus é tão bom e tão cuidadoso que ele nos guarda de tropeçarmos nas pedras do caminho. Olha só o que a Bíblia diz: Ele não deixará que você tropece; aquele que o protege não cochilará (Salmos 121.3 - NVT). Ele guarda os pés dos seus santos (1 Samuel 2.9). Toda a glória seja àquele que é poderoso para guardá-los de cair e para levá-los, com grande alegria e sem defeito, à sua presença gloriosa (Judas 24 - NVT). (continua – Cap. 29*)

Pisando o inimigo. Com os pés você esmagará leões e cobras, leões ferozes e serpentes venenosas.  Deus diz: “Eu salvarei aqueles que me amam e protegerei os que reconhecem que eu sou Deus, o Senhor" (Salmos 91.13-14 – NTLH). As bênçãos não cessam para os que estão no esconderijo do Altíssimo. Os celeiros de Deus estão sempre abastecidos; fontes brotam no deserto e rios correm pela terra seca. A mão do Senhor não está encolhida, seus ouvidos não estão tapados. Para os que estão no esconderijo, ele prepara uma mesa no deserto e um banquete perante os inimigos; o Senhor transborda o seu cálice. Eles comem o melhor da terra; têm a seu dispor os tesouros de Deus; são sustentados com o trigo mais fino e saciados com o mel que escorre da rocha. (continua – Cap. 30*)

No esconderijo estou salvo e feliz. Quando eles me chamarem, eu responderei e estarei com eles nas horas de aflição. Eu os livrarei e farei com que sejam respeitados. Como recompensa, eu lhes darei vida longa e mostrarei que sou o seu Salvador (Salmos 91.15-16 - NTLH). A sensação do não pertencer é o que muitos vivem em nossos dias. O vazio a que se refere o teólogo francês, Blaise Pascal. Somos uma sociedade à deriva. Estamos à procura de algo que sacie a sede que temos. Estamos de boca seca. Certo pensador escreveu que o homem moderno é comparado a alguém, com os olhos vendados, procurando num quarto escuro, um gato preto que ali não está. Agostinho disse a verdade que vem atravessando os séculos: “Fizeste-nos, Senhor, para ti, e o nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti". (continua – Cap. 31*)

Nosso desejo é que você encontre no Senhor o seu mais alto refúgio e fortaleza. Ele é o esconderijo perfeito e nos esconde de maneira eficiente, para mostrar-nos a sua glória e proteção. Não há nada suficientemente capaz de nos atingir quando estamos seguros nele. Nem pandemia, ameaças, medos e crises. Venha se esconder nele e receber uma nova porção de seu amor, esperança e cuidado. (p. 11).

Messias Anacleto Rosa


* Os textos são retirados do livro Esconderijo, sendo transcrito, aqui, somente um trecho do capítulo.

 

Rev. Messias Anacleto Rosa