Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 28.08.16

Antes que Abraão existisse, Eu Sou (João 8.58).
 

Finalizando mais um diálogo acalorado com religiosos, Jesus disse uma das mais lindas expressões registradas na Bíblia: Eu Sou. O que para muitos pareceu uma afirmação arrogante, visto que pegaram pedras para apedrejá-lo (João 8.59), na verdade, revelou a posição de autoridade que, de fato e de direito, pertencia a Jesus.

Embora fosse revestido por uma autoridade inquestionável, deixou claro que nada fazia por si mesmo, mas falava como o Pai o ensinou (João 8.28). Dessa maneira revelou sua origem divina e desvendou sua missão: libertar o povo do pecado.

É interessante lembrar que Deus, anteriormente, enviou Moisés para libertar o seu povo do cativeiro e o fez investindo-o com a autoridade do Eu Sou (Êxodo 3.13-15).

O nome de Jesus que também pode ser conhecido como Eu Sou tem um significado amplo, profundo e completo em si mesmo, pois ele é a própria essência de todo poder e autoridade na terra, no céu e debaixo da terra. Embora tenha um nome que está acima de todo nome, e todos se dobrarão diante dele, não mostrou, em nenhum momento, uma arrogância como presenciei com um amigo. Estávamos juntos num estabelecimento comercial e o vendedor pediu para que ele esperasse um pouco que já o atenderia. Esse meu amigo disse o seguinte: “Não vou esperar, pois você sabe com quem está falando?”

Diferentemente desse meu amigo, Jesus, com toda autoridade dada pelo Pai, expressou sua maior humildade ao dizer: eu não procuro a minha própria glória (João 8.50). Logo, realizar a vontade do Pai fazia reluzir ainda mais o poder que Deus lhe havia concedido.

Então, Eu Sou significa Salvador, libertador, perdoador, provedor, ajudador, luz do mundo, a nossa cura, força, ou seja, tem um sentido completo, mais do que um significado, o nome transporta uma autoridade com uma missão relevante. Não há, portanto, motivos para desespero, ainda que as circunstâncias sejam difíceis, pois o Eu Sou continua reinando e regendo toda a nossa história no seu trono de glória.

Rev. Marcelo Galhardo