Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 22.11.15

Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé (2 Timóteo 4.7).
 

Guardamos aquilo que tem valor, que julgamos valer a pena guardar. Guardo com carinho a última carta que recebi de meu pai, em 1960.

A Bíblia, na sua sabedoria, nos recomenda guardar algumas coisas:

Guardar a boca: Põe guarda, Senhor, à minha boca; vigia a porta dos meus lábios (Salmo 141.3).

Guardar o pé: Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus (Eclesiastes 5.1).

Guardar os olhos: São os olhos a lâmpada do corpo. Se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo será luminoso (Mateus 6.22).

Guardar os valores cristãos: Guardem o que vocês têm, para que ninguém roube de vocês o prêmio da vitória (Apocalipse 3.11 - NTLH).

Guardar o coração: Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida (Provérbios 4.23).

Guardar a Palavra: Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti (Salmo 119.11).

Paulo, quando escreveu a carta ao seu filho na fé, Timóteo, estava chegando ao fim do seu ministério apostólico. Sofreu perseguições, açoites, fome, apedrejamento; naufrágios, prisões, perigos de rios, de salteadores, de patrícios, de gentios; perigos na cidade, no deserto, no mar, entre falsos irmãos; sede, frio, nudez. Paulo já estava envelhecido, fragilizado, muitos companheiros o abandonaram, e no seu coração ele desejava partir e estar com Cristo, o que para ele era incomparavelmente melhor (Filipenses 1.23).

Ele falava da sua segurança, sua certeza, e reafirmava a sua crença dizendo: Guardei a fé. Nem mesmo a morte poderia separá-lo de Deus. Ele guardou o maior tesouro e guardou até o fim. Tudo pode passar, tudo pode acabar, o que vale a pena mesmo é guardar a fé.

Rev. Messias Anacleto Rosa