Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 05.08.18


Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal (João 17.15).
 

Na conhecida Oração Sacerdotal (João 17), Jesus intercedeu para que o Pai nos guarde do mal. Guardar do mal significa guardar do diabo, o qual atua com mentiras, arma ciladas até que, finalmente, quer nos atacar de maneira fatal.

Precisamos ser guardados das mentiras do mal. Jesus sabia muito bem que o diabo é mentiroso e pai da mentira (Jo 8.44). Em todo o tempo está lançando inverdades para nos abater, enganos para nos desviar, farsas para nos prejudicar, calúnia para nos ferir. Judas, por exemplo, caiu na mentira de defender que o dinheiro daquele perfume valioso derramado sobre Jesus poderia ter sido usado para dar aos pobres. Mentira, pois era ladrão e, sendo responsável pela bolsa de dinheiro, costumava tirar o que nela era colocado (Jo 12.6). Pedro, por sua vez, caiu na mentira de que deveria defender Jesus do caminho da cruz. Recebeu do próprio Senhor a repreensão: Para trás de mim, Satanás! Você é uma pedra de tropeço para mim, e não pensa nas coisas de Deus, mas nas dos homens (Mt 16.23 - NVI). Em qual mentira do diabo você está acreditando nos dias de hoje? Ore como Jesus para ser livre das mentiras malignas.

Precisamos ser guardados das ciladas do mal. Em sua ação orquestrada e progressiva, o diabo avança armando situações constrangedoras, armadilhas para nossa alma, emboscadas para nos pressionar. Quando menos esperamos, estamos diante de uma arapuca para falarmos o que não deveríamos, agirmos inadequadamente, reagirmos por impulso. Judas, por exemplo, possuído por Satanás, juntou sua ganância com o ódio dos principais sacerdotes num pacto de traição a Jesus, por trinta moedas de prata (Lc 22.3-6). Pedro, por sua vez, ao ser confrontado se era um dos discípulos de Jesus, o negou por três vezes antes de o galo cantar, quando cruzou seu olhar com Jesus. Restou-lhe um choro amargo (Lc 22.54-62). Qual cilada você está sendo colocado nos dias de hoje? Ore como Jesus para ser livre das ciladas malignas.

Precisamos ser guardados dos ataques do mal. O maior intento do diabo é nos roubar, matar e destruir (Jo 10.10). Irá até as últimas instâncias nessa batalha contra nossa vida. Existe uma luta contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes (Ef 6.12). Judas, por exemplo, foi fatalmente derrotado quando se enforcou cheio de remorso pela traição de sangue inocente (Mt 27.3-5). Já Pedro, por sua vez, tinha recebido as palavras de Jesus: Simão, Simão, Satanás pediu vocês para peneirá-los como trigo. Mas eu orei por você, para que a sua fé não desfaleça. E, quando você se converter, fortaleça os seus irmãos (Lucas 22.31-32 - NVI). Por isso, com tanta autoridade, Pedro ensinou mais tarde: Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar (1 Pe 5.8). Qual o golpe fatal que o inimigo quer contra sua vida? Ore como Jesus para ser livre dos ataques malignos.

A boa notícia é que Jesus não somente orou, mas continua orando por nós (Rm 8.34; Hb 7.25). Vamos receber as orações de Jesus. Vamos orar com Jesus. Vamos orar como Jesus.

Rev. Rodolfo Garcia Montosa