Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 12.08.18


Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade (João 17.17).

Santificação é estar separado por Deus e para Deus. Santificação sugere pureza de alma, desvio de contendas, da imoralidade, da incredulidade e de qualquer tipo de idolatria. Indica uma espécie de assepsia da amargura, rancor e ressentimento. Acontece de cima para baixo (Jo 17.17) e de dentro para fora (1 Pe 3.15). Do Pai para seus filhos, dos pensamentos para as palavras e ações. Influencia os olhos, ouvidos, pés, mãos. É percebida nas conversas. Causa impacto no que se valoriza e no que se deixa de lado na agenda. É um processo da vida de Cristo invadindo todas as dimensões da nossa vida, não por força ou esforço, mas pela ação do Espírito Santo, do Espírito que é Santo, do Espírito que nos faz santos.

Sabedor que isso seria desafiador em nossa vida, Jesus pede ao Pai santo (Jo 17.11) que nos santifique na verdade (Jo 17.17). O segredo está na Palavra de Deus, sem a qual a obra de santificação torna-se impossível. As Escrituras refletem a mente de Deus. Para pensar como Deus, é necessário pensar as Escrituras.

O primeiro passo nesse caminho é desejar a Palavra. Em outras palavras, desejar o que a Palavra quer dizer e não o que quero que ela diga. É muito importante reconhecer que nem sempre lemos a Bíblia em busca da verdade. Em geral, queremos harmonizá-la ao nosso sistema de crenças e valores já pré-existentes. Na condição de leitores, precisamos deixar que o texto se dirija a nós para nos ministrar, ao invés de o forçarmos a ir aonde nos interessa chegar.

O segundo passo é conhecer a Palavra. O conhecimento vem pela leitura disciplinada, seguida da correta interpretação. Só ler não basta. É necessário compreender o que se lê. Vivemos na era do chamado analfabetismo funcional, onde se lê, mas não se sabe explicar o que foi lido. A tarefa interpretativa é intelectual, pois se quer a busca do significado; é artística, pois envolve sensibilidade e imaginação; e, acima de tudo, é espiritual, pois acontece, exclusivamente, sob a direção e iluminação do Espírito Santo. A Bíblia é o único livro que vem acompanhado do autor. Por essa razão, a leitura bíblica deve ser feita em meio à oração. Como igreja, temos oferecido ensino estruturado e intencional para crescimento e maturidade da santificação de nossos membros por meio da EBE – Escola Bíblia Esperança.

O último passo é viver a Palavra. É muito importante desejar e conhecer corretamente o texto da Bíblia. Mas, sem saber como colocar em prática aquilo que aprendemos, não haverá valor para nós. Aliás, sempre nessa ordem: aplico primeiramente para mim e depois para outros. Nunca invertido. Às vezes, falta-nos autoconhecimento e autocrítica e sobra-nos conhecimento e crítica aos outros. Daí ser tão fácil aplicar para a vida alheia e tão difícil trazer para si mesmo o significado do texto. Aqui saltamos do conhecimento para a experiência, da teoria para a prática, do conceito para a realidade. Somente na aplicação haverá transformação e desfrute das bênçãos inerentes aos textos e verdades bíblicas.

Disse Deus: porque Eu sou santo, vocês serão santos (1 Pe 1.16); quando vocês vivem em santidade, Eu faço maravilhas no seu meio (Js 3.5); e sem santificação ninguém Me verá em sua vida (Hb 12.14). A boa notícia é que Jesus não somente orou, mas continua orando pela nossa santificação (Rm 8.34; Hb 7.25). Vamos receber as orações de Jesus. Vamos orar com Jesus. Vamos orar como Jesus.

Rev. Rodolfo Garcia Montosa