Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 15.12.19


Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem-sucedido (Salmos 1.1, 3).


Onde essa árvore está plantada? Junto a corrente de águas. Eis o segredo. Ela está sendo alimentada, ainda que venha a seca, que os vendavais assoprem, ela está junto a corrente de águas. Essa corrente vem da fonte. Assim são aqueles que caminham com Deus, eles são descritos assim: Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite (Salmos 1.1-2).

Como é descrita essa árvore: No devido tempo, dá o seu fruto. Ela é produtiva. O que acontece com a árvore improdutiva? Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo (Mateus 3.10).

Deus nos chamou e nos enviou com esse propósito: dar frutos. E todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda. Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto; e assim vos tornareis meus discípulos... (João 15.2, 8, 16).

Somos essa árvore plantada junto a corrente de águas. Estamos dando muitos frutos, Deus está sendo glorificado. A figueira que não tinha figos foi amaldiçoada e secou: No dia seguinte, quando eles estavam voltando de Betânia, Jesus teve fome. Viu de longe uma figueira cheia de folhas e foi até lá para ver se havia figos. Quando chegou perto, encontrou somente folhas porque não era tempo de figos. Então disse à figueira: — Que nunca mais ninguém coma das suas frutas! E os seus discípulos ouviram isso. No dia seguinte, de manhã cedo, Jesus e os discípulos passaram perto da figueira e viram que ela estava seca desde a raiz. Então Pedro lembrou do que havia acontecido e disse a Jesus: — Olhe, Mestre! A figueira que o senhor amaldiçoou ficou seca (Marcos 11.12-14, 20-21 - NTLH).

Outra observação sobre a árvore junto a corrente de águas: Cuja folhagem não murcha. Ela mantém sua beleza. Suas folhas nunca ficam murchas. Quantas pessoas estão murchas, perderam o brilho, não vibram, só reclamam, só murmuram, só lamentam, não observam mais a beleza do pôr do sol, o céu pontilhado de estrelas, as cascatas nos montes, as gaivotas que voam, o delicado bichinho no quintal. Não sentem o perfume das flores, não se emocionam com o sorriso do bebê, não se soltam quando recebem um abraço, não choram quando olham para a cruz. Estão murchos, as folhas ficaram secas. Deus quer abençoar com a vida abundante, o tempo de cantar chegou (Cântico dos Cânticos 2.11-13).

A pessoa plantada junto a corrente de águas é bem-sucedida: E tudo quanto ele faz será bem-sucedido. A Bíblia diz assim sobre José do Egito: José foi levado ao Egito, e Potifar, oficial de Faraó, comandante da guarda, egípcio, comprou-o dos ismaelitas que o tinham levado para lá. O Senhor era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo Potifar que o Senhor era com ele e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos (Gênesis 39.1-3).  Deus me fez próspero na terra da minha aflição (Gênesis 41.52).

Esse homem notável que enfrentou as mais terríveis situações se tornou num símbolo de sucesso. Hoje, depois de milhares de anos, ele é lembrado como uma árvore plantada junto a corrente de águas.

Deus nos chama para uma vida plena. Jesus é a fonte, precisamos beber dele. A nossa vida sem ele é vazia, insossa, murcha, sem brilho. Ele diz: Sem mim nada podeis fazer. Mas com a sua graça você diz: Tudo posso naquele que me fortalece (Filipenses 4.13).

Rev. Messias Anacleto Rosa