Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 30.06.19


Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei (Gálatas 5.22-23).


O fruto da parreira é a uva. Quando olhamos uma parreira produzindo, podemos identificar os cachos de uvas. Um cacho é formado pela haste de ramificação, que prende o bago de uva ou bolinhas. Você já saboreou uma uva madura? A Rubi é muito conhecida, ela é doce e tem um cheiro bom quando está madura. O apóstolo Paulo fala sobre o fruto do Espírito. Um fruto com várias características, o que me fez pensar no cacho de uva.

Creio que, quando encontramos uma parreira, nosso desejo é o de achar cachos de uvas, isso é natural. Imagine como seria frustrante encontrar jiló na parreira, no lugar das uvas! O fruto do Espírito é o que o Pai espera de nós, todo o fruto. Por uma razão simples: todo cristão tem o Espírito Santo, e ele é a origem do fruto. Não geramos o fruto por esforço, por regras, por lei, ele nasce do Espírito Santo que habita em nós.

Não geramos o fruto do Espírito, mas ele pode e deve crescer. Quanto mais cresce em nossa vida, mais ficamos parecidos com Jesus. Assim como o cacho de uva fica maduro, o fruto do Espírito gera em nós maturidade e o caráter de Cristo.  Caráter, em uma definição mais simples, é a maneira de agir de cada pessoa, modo de ser, seu gênio, humor, temperamento. Você quer ser igual a Jesus? Ligue o fruto do Espírito.

O fruto do Espírito é percebido em nossos relacionamentos com as pessoas que são próximas, os de casa, da família, do trabalho, da escola; com as conhecidas ou as que encontramos casualmente, no trânsito, em uma fila, no mercado, na farmácia; na comunhão com os irmãos e irmãs da família de Deus. Que as pessoas possam perceber o fruto do Espírito em nós e, assim, verem a Jesus.

Pare e olhe para si. Como você se vê? Como você se sente hoje? Ligue o fruto do Espírito. Jesus fez uma afirmação simples e clara: Eu sou a videira verdadeira (João 15.1). Permaneça em Cristo, a videira verdadeira, que faz o fruto crescer e amadurecer. Permaneça na Palavra, tenha prazer em ler, aprender e viver as palavras que fortalecem em nós o fruto do Espírito e nos levam a agir e reagir como Jesus.

Ligue o fruto do Espírito: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Tenho certeza de que todos nós desejamos o fruto do Espírito. Ter o fruto é ser livre. Jesus nos libertou de tudo que era domínio da natureza humana: imoralidade sexual, impureza, sensualidade, idolatria, feitiçaria, hostilidade, discórdias, ciúmes, acessos de raiva, ambições, dissensões, divisões, inveja, bebedeiras, festanças desregradas e outros pecados semelhantes (Gálatas 5.19-21 – NVT). Temos uma nova natureza, somos filhos e filhas de Deus, somos livres. Temos o Espírito Santo, que gera em nós seu fruto.

Revª Maria Helena Santos Faleiros