Conteúdo e Mídia

Mensagens

Ezequiel 47. 1-12

Deus não quer que tenhamos uma vida rasa ou superficial. Ele quer, com toda certeza, nos conduzir para experiências mais profundas com Cristo e com o seu reino. A experiência do profeta Ezequiel tem muito a nos ensinar quando se trata de vivermos com mais profundidade a vida cristã. Ele está diante de uma visão onde um anjo (Ezequiel 40.3) o leva a uma nova experiência.

Irmos ao fundo (rios, piscinas ou mar) nos dá muitas vezes medo. Mas Deus quer nos levar a lugares mais profundos.

Vejamos por onde Deus quer nos levar:


1.Águas correntes

Não há nada pior do que encontrarmos águas paradas. Toda água parada apodrece e se torna fonte de morte. Até hoje enfrentamos a luta contra a dengue, que tem como fonte principal de criadouro, águas paradas.

Mas o texto não fala de águas paradas, e sim de águas correntes. No versículos 1 e 2 vemos as expressões: “e eis que saíam águas...” e “eis que corriam águas...”.

Deus quer nos levar a mergulhar em águas que possuem vida e não morte. Existem muitas propostas que o mundo traz para nós que aparentemente saciam nossa sede, mas no final delas está a morte. Muitos de nós (homens, mulheres, famílias) temos sido levados por essas águas. O que são águas mortas para nós hoje?

Saciem sua sede de sexo livremente, mergulhem no prazer antes do casamento ou mesmo fora dele; afoguem suas mágoas em bom copo de bebida; livrem-se da sua dor mergulhando em uma viagem nas drogas; tenham tudo o que vocês querem mergulhando em dívidas etc. Jeremias 2.13: Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, cisternas rotas, que não retêm as águas. 

Jesus falando de si para a mulher samaritana disse: Afirmou-lhe Jesus: Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” (João 4.13-14).

De que fonte estamos bebendo para nossa vida espiritual? Deus tem para nós águas correntes que brotam do seu trono.


2.Águas crescentes

Vimos que Deus tem para nós águas correntes. Agora Deus leva o profeta a lugares mais profundos. Assim também ele irá nos levar a experiências mais profundas. No versículo 3 está a expressão: e me fez passar pelas águas.

No início Deus nos leva a lugares com “águas pelo tornozelo” (v 3). Muito raso, experiências rasas com Deus e com Cristo. Uma vida superficial em Deus. Deus existe, Jesus existe, mas ele lá e eu aqui. Quando eu precisar dele eu chamo. O que ele tem para me oferecer.

Águas que me davam pelos joelhos (v 4), um pouco mais profundo, mas ainda assim nós conseguimos andar livremente. Deus é bom, vou à igreja regularmente, mas algumas áreas da minha vida só dizem respeito a mim, existem fortalezas (vícios, práticas, maus hábitos) que não venci. O que Deus tem para oferecer e o que eu tenho para oferecer a ele.

Águas pelos lombos (v 4). Agora já fica mais difícil andar sozinho, fica pesado. É normal pedir ajuda nessa fase. Deus é bom e preciso dele para caminhar. Uma busca maior, mas ainda os meus pés estão no chão, tenho o controle para onde vou.

Águas profundas (v 5). Um rio pelo qual não se pode passar. Agora as águas nos encobrem, já não sentimos o fundo, somos levados de um lado para outro, dependemos totalmente de Deus. Agora eu não posso nada, Deus é quem pode tudo. Eu sou dele e o meu amado Cristo é meu.

Qual tem sido nossa experiência. Temos nos deixado levar pelo Espírito ao profundo do conhecimento do Pai?


3.Águas vivificadoras

Deus tem para nós águas correntes, águas crescentes, mas são águas vivificadoras. Quando somos invadidos por essa água (Cristo), somos lavados completamente, por isso águas profundas. Não dá para lavar somente o tornozelo. Quando somos imersos em Deus, ele nos purifica e traz vida onde havia morte.

Vejamos: havia grande abundância de árvores (v 7); mar Morto torna-se saudável (v 8); tudo viverá por onde passar o rio, abundância de peixes e enxames (v 9); presença de pescadores (sustento, alimento em multidão excessiva) (v 10); presença de sal (conservação e aliança) (v 11); toda sorte de frutos - alimento (v 12); sua folha será remédio (cura) (v 12).

Peixes e frutos falam de colheitas, morte e vida falam de ressurreição em Cristo. Quando passarmos pelas águas profundas Deus nos dará grande colheita de vidas para o seu reino. Só fará sentido viver se for para gerar frutos e muitos frutos para o Senhor.

Temos sido frutíferos?


Conclusão

Mergulhando nas águas de Deus. Deus tem para nós águas correntes, águas crescentes e águas vivificadoras. Concluímos desafiando a todos que sejamos uma fonte da água da vida.

João 7.38: Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva.

 

Rev. Pedro Leal Junior