Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 11.05.14


João 19.25-27


Estamos caminhando na série de mensagens com o tema “A cruz de Cristo”. Já vimos “Por que Jesus morreu na cruz?” e “Palavras de Intercessão” com a expressão de Jesus na cruz: “Pai perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”.

Estaremos estudando as sete frases de Jesus na cruz. Hoje de maneira especial, em um dia especial (das mães), veremos a expressão que Jesus falou na cruz envolvendo sua mãe e um assunto muito importante, o cuidado.

Nas palavras da cruz Jesus demonstrou sua preocupação com o cuidado. Quero destacar três dimensões:


1.O cuidado de um filho

A primeira dimensão apontada por Jesus é do cuidado de um filho para com sua mãe.  Jesus demonstrou à sua mãe Maria, que ela deveria receber João como se fosse seu filho, para ser cuidada por ele, em seu sustento, de suas emoções, de sua proteção e muito mais. Em um relance tomou a consciência de que ela precisaria de cuidado após sua partida, como que em um sussurro em meio à dor, fala à sua mãe sobre o seu amado amigo João: Mulher, eis teu filho.  E ao amado amigo, sobre sua mãe: Depois, disse ao discípulo: Eis a tua mãe (João 19. 26-27).

Como filhos e filhas somos lembrados por Jesus em suas palavras na cruz que aquela que se dedicou a cuidar por uma vida toda, precisa ser cuidada por nós. E para sua mãe demonstrou que ela precisava se deixar cuidar. Ao ver ali sua mãe muitas lembranças devem ter vindo à sua mente. O cuidado, o carinho, a companhia. Ver seu sofrimento diante da sua própria morte o levou a buscar um meio para que, de alguma forma, ela fosse consolada, amparada e cuidada. O mandamento de honrar pai e mãe é vivenciado por Jesus de maneira muito prática. Gostei de uma propaganda do dia das mães na TV. O filho chega com o presente e diz: hoje eu vou cuidar de você. Que Deus nos ajude, como filhos e filhas, a estarmos atentos às necessidades de nossos pais.


2.O cuidado de um amigo

Para o discípulo amado uma sublime tarefa: Eis aí tua mãe. João (aceito pela tradição) recebe o privilégio de cuidar da mãe daquele a quem muito amava e era amado. Nas palavras de Jesus na cruz percebemos que o cuidado de uns para com os outros é importante forma de prática do amor cristão. João poderia se esquivar daquela missão, afinal Maria tinha outros filhos. João poderia ter muitas desculpas para não se envolver. Em Gn 4.9 quando Deus pergunta a Caim sobre Abel ele responde: Por acaso sou eu tutor do meu irmão? Muitos têm se posicionado assim. Não tenho nada a ver com isso.

João imediatamente passa a exercer a missão do cuidador: Dessa hora em diante, o discípulo a tomou para casa (João 19. 27b). Que linda expressão: imediatamente a levou para sua casa. A cruz de Cristo revela que sempre haverá alguém próximo a nós necessitado de nossa dedicação e amor. Frase de Clarice Linspector: “Um amigo me chamou para cuidar da dor dele, guardei a minha no bolso e fui”. Estamos dispostos a abrir nossa casa para cuidar de outros?


3.O cuidado de Deus

É verdade que temos aqui uma lição sobre a responsabilidade dos filhos para seus pais, de amigos para com outros amigos, mas certamente essa não é a lição principal. O sofrimento de Jesus ao ver Maria sofrer e especialmente a demonstração de seu maravilhoso amor nos revela o cuidado do Salvador pelos seus, do pastor pelo seu rebanho. A visão de Jesus sempre foi mais ampla, a família de Jesus sempre foi maior: Falava ainda Jesus ao povo, e eis que sua mãe e seus irmãos estavam do lado de fora, procurando falar-lhe. E alguém lhe disse: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te. Porém ele respondeu ao que lhe trouxera o aviso: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para os discípulos, disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe (Mateus 12. 46-50).

O olhar de cuidado que Jesus colocou sobre sua mãe também é colocado sobre cada um de nós. Sua morte na cruz expressava este amor pelo mundo, eu e você estávamos ali incluídos. Você consegue perceber Jesus nos olhando hoje e cuidando de cada uma de nossas necessidades? Quando necessário irá colocar pessoas ao nosso lado para nos ajudar e até nos levar para casa.


Conclusão

Ouça as palavras de Jesus na cruz: “Eis aí tua mãe...”, “Eis aí o teu filho...”. Olhe para a cruz mais uma vez e perceba o amor de Cristo revelado de maneira surpreendente, mesmo em meio à dor e morte ele se preocupou em cuidar e demonstrou que podemos ser agentes deste cuidado na vida de muitos. Olhe para o lado, eis aí o teu irmão, eis aí tua irmã, eis aí tua mãe.

As palavras de Jesus na cruz revelam seu grande amor e cuidado por nós.

Rev. Pedro Leal Junior