Conteúdo e Mídia

Mensagens

Mensagem de 07.04.19

Então, Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Jesus e os enxugou com os seus cabelos; e encheu-se toda a casa com o perfume do bálsamo (João 12.3).

Por mais que se tente, não se consegue definir, medir ou explicar a dimensão dos resultados de uma vida entregue totalmente à adoração ao Senhor. Sabemos que o Pai procura verdadeiros adoradores (João 4.23), e que ele mostra-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dele (2 Crônicas 16.9). Nosso desafio é sermos encontrados diariamente com esse coração e essa prática diante de Jesus. Assim, aprendemos com Maria a adorarmos:

Nas situações mais comuns de nossa vida. Em Lucas 10.38-42 encontramos Maria assentada aos pés do Senhor. Era uma situação comum, Maria e seus irmãos Marta e Lázaro hospedavam Jesus na casa deles. Era necessário realizar algumas tarefas como cozinhar, arrumar e servir. Maria, segundo o próprio Jesus escolheu a boa parte que era estar aos seus pés em comunhão. Assim, em nosso dia a dia, seja em meio às tarefas domésticas ou na correria dos trabalhos e estudos, precisamos escolher tirar um tempo para nos aquietarmos aos pés de Jesus e adorá-lo, porque ele se faz presente.

Nas situações mais difíceis de nossa vida.  Em João 11.1-46 encontramos Maria diante de uma grande perda, seu irmão Lázaro estava morto. Apesar de Maria questionar a Jesus sobre o acontecido: Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido, ela demonstra que mesmo em meio a situações adversas ou decepções, mantém um coração de adoradora: Quando Maria chegou ao lugar onde estava Jesus, ao vê-lo, lançou-se-lhe aos pés (v 32). Seja qual for a situação  que estejamos passando hoje, lancemo-nos aos pés de Jesus em adoração, pois ele está aqui.

Nas situações mais inesperadas de nossa vida. Em volta da mesa estavam Jesus, Simão que havia sido curado de lepra, Lázaro que havia sido ressuscitado, e os discípulos do Mestre. Quanta emoção, quanta história para se contar. Em um momento muito especial de sua vida e de muita alegria, Maria expressa sua adoração derramando um vaso de perfume caríssimo, ungindo os pés de Jesus e os enxugando com seus próprios cabelos (Mateus 26.6-13; Marcos 14.3-9; João 12.2-3). Quando tudo vai bem, precisamos dispor do que temos de melhor e oferecermos a Jesus em adoração, pois ele está aqui.

Assim como a casa onde estavam se encheu do perfume derramado, nossa vida exalará o bom perfume de Cristo por meio de atitudes diárias de adoração, porque onde nós estivermos ali também estará Jesus.

Rev. Pedro Leal Junior