Conteúdo e Mídia

Notícias

Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judeia e Samaria e até aos confins da terra (Atos 1.8).

De acordo com o dicionário, república significa: “forma de governo em que o Estado se constitui de modo a atender o interesse geral dos cidadãos”.No final da década de 1880, a monarquia brasileira estava numa situação de crise, pois representava uma forma de governo que não correspondia mais às mudanças sociais em processo. A crise da monarquia que levou à proclamação da república se deu por alguns motivos, dentre eles:

-A interferência de D. Pedro II nos assuntos religiosos.
-Críticas feitas por integrantes do Exército Brasileiro, que não aprovavam a corrupção existente na corte.
-A classe média, crescente nos grandes centros urbanos, que desejava mais liberdade e maior participação nos assuntos políticos do país.
-Falta de apoio dos proprietários rurais, que detinham o grande poder econômico, porém, pouca participação política.

Na noite de 15 de novembro de 1889, o Marechal Deodoro da Fonseca assinou o manifesto proclamando a República no Brasil e instalando um governo provisório.

A história é cíclica, desde a “Proclamação da República” o Brasil passou por vários momentos de expansão e progresso e por outros de retrocesso, tanto politicamente quanto economicamente. O desejo, o ideal de um país melhor sempre esteve presente naqueles que buscaram e alcançaram o poder nessa nação, mas em algum momento foram contaminados pela corrupção, ganância, tentativa de perpetuar o poder. Hoje não está sendo diferente.

Voltamos ao mesmo questionamento e talvez, à mesma resposta, escrita de formas diferentes de qual é o papel do cristão neste país e neste momento.

Lendo um texto do nosso irmão Asaph Borba, encontramos inspiração para perseverar. Nesse texto, depois de fazer o mesmo questionamento ele disse: “Orar é a atitude primeira de cada cristão. Mesmo que, às vezes, a prece pareça mística e solitária, é sem dúvida, a maior ação que podemos ter contra a miséria humana. Além disso, a oração é um instrumento que não deixa amortecer a fé.

Em segundo lugar, é agir. Nossa ação é simples: ser testemunha. Quando temos este compromisso, as transformações começam a acontecer ao nosso redor. Olhamos para as zonas problemáticas do mundo (Brasil) e pensamos que temos que estar lá para mudá-las.

Mas o que tenho aprendido é que tenho que estar sim, mas de forma correta, debaixo da liderança divina e com a visão certa. Não sou salvador dos problemas, sou uma testemunha de Cristo em qualquer lugar.

Assim, entregamos todo este cenário à soberania de Deus, enquanto fazemos nossa parte: ser testemunha.”

Fontes: Brasil Escola e Wikipedia


Elke Resquetti