Conteúdo e Mídia

Notícias

"Fazer parte de uma célula é uma experiência que todos devem experimentar."

Há alguns anos fomos convidados para participar de uma célula, mas sempre falávamos que não tínhamos tempo, nossa vida era muito corrida. Então, nossos filhos nos pediram se poderiam participar de uma célula infantil, e naquele momento iniciou a transformação em nossa família. Após alguns encontros dessa célula infantil fomos convidados pelo querido casal Odilon e Andréia, que eram os líderes, para participarmos da célula de adultos que também acontecia em sua casa. Resistimos um pouco, mas aceitamos.

Foi a partir dessa primeira reunião que nos enchemos de alegria por estarmos ali com aqueles irmãos, nos sentimos acolhidos de tal forma que foi impossível não retornar nas demais reuniões, e o sentimento de que não havia tempo para a célula foi substituído pela necessidade de estar em comunhão com os irmãos.

Nesse momento nossa filha mais nova iniciava seu processo de alfabetização e, em nossas reuniões, as crianças liam um versículo no início da célula, e foi após uma dessas reuniões que ela nos confessou que pedia a Deus que queria aprender a ler para poder ler um versículo na célula. Aquilo nos cortou o coração, pois a vontade dela em ler a Bíblia era grande e sabíamos das dificuldades que ela estava enfrentando em seu aprendizado. Compartilhamos esse sentimento e a vontade de nossa filha na célula, e sentimos que todos compartilhavam do mesmo sentimento conosco. Alguns encontros após esse dia, nossa filha pediu para ler um versículo, e quando terminou todos estavam emocionados. Algo tão simples, mas que para nós que sabíamos das dificuldades para ela, foi uma enorme vitória!

Desde então, nossa vida mudou em todos os sentidos, entendemos que é preciso estarmos envolvidos cada dia mais com a obra do Senhor, e que quando nos colocamos à disposição das coisas de Deus, ele faz muito mais por nós, mais do que pedimos ou pensamos.

Hoje temos uma célula que lideramos onde fizemos mais do que amigos e não nos vemos mais sem nossos encontros, mesmo que nestes dias tenham que ser de forma virtual. Somos gratos a Deus por fazermos parte dessa igreja que tem essa visão de igreja em célula, e também pela vida de nossos amados Odilon e Pastora Andréia, que tanto nos acolheram e nos ajudaram, e que hoje são nossos grandes amigos e irmãos. Fazer parte de uma célula é uma experiência que todos devem experimentar.

Robinson e Cristiane Sanches