Conteúdo e Mídia

Notícias

Tu és digno de receber o livro e de abrir os seus selos, pois foste morto, e com teu sangue compraste para Deus gente de toda tribo, língua, povo e nação (Apocalipse 5.9 - NVI).

Há pouco mais de 15 dias eu (Paulo) tive o privilégio de participar de um encontro de líderes de missões de todo mundo, incluindo alguns COM - Cristãos de Origem Muçulmana, que hoje, depois de terem se encontrado com Cristo, servem como missionários para que o evangelho continue sendo pregado entre seus povos. Foi um tempo de sentimentos diferentes. Muita alegria em ouvir e ver o que Deus está fazendo em diferentes lugares do mundo, e como ele tem alcançado diferentes povos; ao mesmo tempo, apreensão e senso de urgência em ver a quantidade de povos ainda completamente isolados das boas-novas de salvação.

Segundo pesquisas realizadas existem ainda cerca de 1005 povos muçulmanos completamente isolados sem acesso a uma igreja, a um cristão ou até mesmo presença missionária. Não é desafiador? Uma boa parte desses povos está localizada no Norte da África, região que nós, como MIAF, estamos trabalhando e orando para que possamos encontrar estratégias missionárias para que Cristo seja conhecido, pois, por eles também, Cristo morreu e ressuscitou.

Estamos desenvolvendo novas ferramentas de mobilização e programas de treinamento e queremos compartilhar com toda a Igreja. Queremos mostrar que todos, sem exceção, podem se envolver e colocar a vida à disposição do reino de Deus e da pregação do Evangelho. Estamos trabalhando, com nossa equipe, um material riquíssimo sobre Negócios em Missões (BAM), onde profissionais e empresários podem se envolver de forma intencional na evangelização de povos não alcançados ao redor do mundo.

Também pensando em aumentar nossa capacidade de mobilização, Patrícia está envolvida no treinamento da nova equipe que irá nos próximos anos trabalhar junto com ela no recrutamento, treinamento e envio de novos missionários. Já que parte de sua equipe, nos próximos meses, nos deixará por um bom motivo: servir entre povos não alcançados na África. Por isso recebemos nesta última semana uma nova assistente de pessoal e um casal que ficará responsável pela área de recrutamento.

Mais uma vez obrigado por sua parceria e caminhada de suporte e oração.

Paulo, Patrícia, Felipe e Gabriela Feniman