Conteúdo e Mídia

Notícias

Igreja Emanuel e o legado de Nájua Diba.

No dia 31 de outubro faleceu a nossa querida missionária Nájua Diba. Uma grande perda para nós como irmãs e irmãos em Cristo, e também para o campo missionário. Sabemos que em tudo o Senhor, nosso amado Deus, tem os seus propósitos, por isso, queremos trazer à memória, um pouco da sua história e seu legado.

A Nájua, membro da nossa igreja, preparada e enviada pela Missão Antioquia, trabalhou na Albânia desde quando o governo era comunista.  Chegou em Kosovo, país vizinho da Albânia, em 1987 e ali ficou morando e aprendendo sobre a Albânia, aguardando o momento certo de entrar no país, foco das suas orações. Ela foi a única missionária, na época, que ficou no país, quando da transição do sistema de governo, vindo a ser considerada cidadã albanesa. Hoje a política é mais tranquila, mas o país é ainda o mais pobre da Europa. Foi nesse contexto que a Nájua, juntamente com uma equipe de missionários de outros países, implantou uma igreja evangélica na capital, Tirana.

Em 2008, consolidou o trabalho em Kamëz, cidade vizinha, onde havia iniciado evangelização com crianças, em uma casinha simples, no fundo de um terreno. Com o aumento das pessoas chegando e se convertendo, o espaço ficou pequeno demais. O trabalho com as mulheres aumentou, além de discipulado e estudo bíblico, havia também as aulas de artesanato e treinamento de obreiros. Surgiu, então, a necessidade de construir um prédio multifuncional, para atender às necessidades da membresia.

Em 2011 quatro igrejas brasileiras se uniram para ajudar financeiramente na construção do templo: 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Londrina; 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Maringá; Igreja Evangélica de Vila Yara (Osasco/SP); Igreja Batista de Santo André - SP, sempre com o apoio logístico da Missão Antioquia.

O prédio da igreja foi inaugurado em 2017, com a participação dos representantes das igrejas parceiras. Em todo o tempo a Nájua treinou obreiros nacionais, com visão evangelística e expansão do Reino para outras nações. Como no caso do casal de ciganos albaneses Jevdeti e Liliane, que foram acompanhados por ela e preparados para o pastoreio, fizeram trabalhos evangelísticos na Grécia, e agora caminham com incursões evangelísticas em Kosovo.

O casal Eris e Nila também foi alcançado e treinado pelo projeto e trabalha junto em Kamëz, sendo que o Pr. Eris é o pastor responsável pela igreja. Muito mais pessoas foram alcançadas, discipuladas, treinadas pela nossa querida Nájua. Ela deixa a marca de Cristo em solo albanês. E como sempre ela quis, lá, em solo albanês, seu corpo repousa.
 

Benedita Helena Fonseca
Secretária de Missões 1ª IPI Londrina