Conteúdo e Mídia

Notícias

No dia 18 de janeiro faleceu a nossa amada missionária Delci Esteves dos Santos. Uma vida relevante de amor e serviço na Casa das Formigas, em Moçambique.

No dia 18 de janeiro faleceu a nossa amada missionária Delci Esteves dos Santos. Deixou-nos para a presença do Pai, se achegou ao trono da graça com o seu legado de uma vida relevante de amor e serviço na Casa das Formigas, em Moçambique.

 

Nossa irmã Delci recebeu o presente do Senhor conforme a sua promessa: "Aqueles que conseguirem a vitória receberão de mim este presente: eu serei o Deus deles, e eles serão meus filhos." (Apocalipse 21.7).

 

Em dezembro de 1989 Delci Esteves dos Santos, integrante da Missão Antioquia, desembarcou em Moçambique com o objetivo de iniciar uma Escola Bíblica Dominical. Por algum tempo foi esse o trabalho que ela desenvolveu em igrejas, até o dia que se deparou com uma triste cena: andava em uma rua de Maputo e uma criança, entre muitas que perambulavam pelas ruas, dormia na calçada. Delci subiu a ladeira com lágrimas nos olhos e um sentimento no coração despertado por Deus: O que fazer por aquelas crianças, a maioria, vítimas da guerra?

 

Com o dinheiro que chegava por mês para o seu sustento, parecia difícil. Mas quando Deus tem um plano, nada é impossível. Em 1995, com a ajuda de irmãos, ela iniciou uma escola bíblica com crianças. A princípio, eram 30 meninos e meninas que se reuniam aos sábados de manhã. Eles ouviam a palavra de Deus e recebiam pão e leite.

 

Delci começou a sonhar com um lugar onde aquelas crianças pudessem se sentir como se estivessem em casa, com pátio para brincar, árvores, enfim, espaço e condições para terem uma vida saudável. Assim, Deus levantou recursos vindos do Brasil e de diversos países, como Inglaterra, Portugal, Canadá, Japão, Estados Unidos e outros.

 

Atualmente, a Casa das Formigas atende aproximadamente 400 crianças e adolescentes de 8 a 18 anos. Ali elas recebem cuidados médicos, são acompanhadas em sua vida escolar, na área espiritual, recebem alimentação e participam de oficinas, entre elas: costura, bordado, crochê, informática, sapataria, tapeçaria. Como muitas crianças são órfãs e chegam sem esperança, o papel da Casa das Formigas é encaminhá-las profissionalmente, socialmente e espiritualmente para que tenham um futuro melhor.

 

Hoje temos uma liderança formada pelos primeiros frutos. O presidente da Casa das Formigas é o Pr. Alfredo Banzina, que juntamente com uma equipe de jovens obreiros, dará continuidade a esse lindo trabalho.