Conteúdo e Mídia

Mensagens

Deus nos fez com a capacidade de pensar. Estudos científicos revelam que uma pessoa adulta tem de 40 a 60 mil pensamentos por dia. O pensamento é o campo em nosso cérebro onde recebemos e processamos as informações do mundo exterior, refletimos, meditamos, julgamos, planejamos. É aí onde nossa opinião é desenvolvida e estabelecida, realizamos análises e sínteses, exercemos o uso de categorias como 'verdadeiro' ou 'falso, 'certo' ou 'errado'. Nele nascem as ideias, conceitos, abstrações, onde conhecemos e reconhecemos as coisas e pessoas e as relações que elas têm entre si. Daí a grande importância de pensarmos de maneira alinhada com os pensamentos de Deus, pensarmos biblicamente. Para nos ajudar, veremos dois textos no Novo Testamento e dois no Antigo Testamento.

No Novo Testamento: Pensem no que é excelente (Filipenses 4.8), disse o apóstolo Paulo. Isso pode parecer grandioso demais. Normalmente, nossa mente busca o que é mais fácil, cômodo, que dói menos, que incomoda o mínimo possível. Pensar no que é excelente, contudo, é ir além, e Paulo deixa passos práticos sobre esses pensamentos: tudo que é verdadeiro, nobre, correto, puro, amável e admirável. Isso é pensar biblicamente.

No Antigo Testamento: O Salmo 139 começa mostrando pensamentos conhecidos por Deus (v 2), desenvolve-se revelando pensamentos preciosos de Deus (v 17) e conclui com pensamentos consagrados a Deus (v 23). Em outras palavras, mesmo que nossos pensamentos sejam conhecidos do Senhor, ele nos ama a ponto de revelar seus preciosos e incontáveis pensamentos, fazendo-nos concluir que o melhor a fazer é render e consagrar nossos pensamentos a ele para, finalmente, pensarmos como ele.

No Novo Testamento: Em Mateus 4.1-11, quando passou por seu período de provação no deserto, Jesus enfrentou o diabo e o venceu por pensar biblicamente. Foi tentado, mas resistiu, foi afrontado pela falsa interpretação da palavra de Deus, mas soube discernir o espírito da palavra. Quando pensarmos biblicamente, em nossos lábios haverá facilmente a expressão: Está escrito. Assim, obteremos vitória.

No Antigo Testamento: No Salmo 143, diante da necessidade de libertação, o salmista direciona seus pensamentos ao Senhor (vv 1, 6), crendo que o Senhor ouve e responde as suas orações e expressa o anseio de estar em sua presença. Ele traz à memória o que gera esperança no seu coração, volta seus pensamentos nos feitos do Senhor (v 5),  e  coloca  seus pensamentos na dependência do Senhor (vv  9-11). Resultado: sua confiança é fortalecida e seu amor renovado.

O pensamento é considerado por muitos a expressão mais palpável do espírito humano, pois, por meio de imagens e ideias, revela, justamente, nossa vontade. Ele precede e determina a ação física, as palavras, as decisões. Daí porque o pensamento faz a grandeza ou a pequenez do ser humano. Só haverá grandeza em nossos pensamentos se estiverem alinhados com os pensamentos de quem é verdadeiramente grande. Pensemos biblicamente!

Daniel Zemuner, Patrícia Ferreira, Pedro Leal Jr, Rodolfo Montosa

 

 

Igreja IPI