Conteúdo e Mídia

Mensagens

Médicos não podem usar qualquer remédio, ou adotar qualquer tratamento, baseados na intuição de que algo possa vir a funcionar. Eles seguem o conceito da medicina baseada em evidências, que se traduz, na prática, nos protocolos clínicos, com as melhores condutas para a doença diagnosticada. Nesse sentido, ao invés de seguirmos com procedimentos aleatórios e insensatos, a Bíblia nos oferece protocolos para o tratamento da nossa vida. Vamos continuar estudando mais algumas estrofes de Salmos 119 para crescermos na compreensão desses protocolos.

Prazer (Salmos 119.65-72): O que nos dá prazer? É pecado buscarmos ou sentirmos prazer? Diante de uma palavra tão controversa e utilizada pelo hedonismo vemos o salmista declarar ter prazer na Lei do Senhor. Assim, vamos meditar sobre o prazer, para alcançarmos a plenitude e vivermos biblicamente.

Alegria (Salmos 119.73-80): "Que eu seja motivo de alegria", disse o salmista ao Senhor. Essa alegria está relacionada com a esperança depositada na Palavra do Senhor. Então, a alegria não vem de fora, das circunstâncias da vida, dos bens materiais, mas vem de dentro, da convicção de sentir-se amado e consolado pelo Senhor e sua Palavra. Assim, explodimos de alegria quando cremos e vivemos firmes nas Escrituras, pois jamais serão envergonhados aqueles que vivem biblicamente.

Consolo (Salmos 119.81-88): Nessa estrofe, o salmista reconhece como somos assolados por diversos tipos de adversidades. Diante da alma que desfalece e dos olhos que esmorecem, quando nos sentimos como odres na fumaça e encaramos nossa morte, quando chegam a abrir covas para nós, nos perseguem injustamente e desejam acabar conosco, surge a pergunta: Quando me consolarás? O salmista encontrou o caminho de esperar na palavra, nas promessas, jamais esquecer dos decretos, da justiça que vem do alto, da ajuda que vem do Senhor. Seu coração clama: Vivifica-me! Há consolo no Senhor da Palavra! Há consolo na Palavra do Senhor! Vamos experimentar consolo biblicamente.

Fidelidade (Salmos 119.89-96): Quanto tempo dura uma palavra empenhada por alguém? No máximo enquanto durar a vida da pessoa que a empenhou. Mas, com o nosso Deus é bem diferente. Sua palavra e sua fidelidade estendem-se de geração em geração, desde a fundação do mundo e o será por toda a eternidade. Como traz descanso saber que nosso Deus é fiel em todas as suas palavras. Isso nos motiva a vivermos biblicamente.

Somos chamados à vida em abundância. Para isso, a Palavra de Deus é importante instrumento, pois oferece protocolos que nos curam das diversas enfermidades que contraímos quando andamos distantes do Senhor. Vamos nos deixar ser curados.


Camila Zemuner, Daniel Zemuner, Pedro Leal Jr., Rodolfo Montosa

 

Igreja IPI