Conteúdo e Mídia

Mensagens

Nesta última semana de novembro, refletiremos sobre mais quatro aspectos do cuidado de Deus, baseados no livro devocionário do Pastor Messias. Que bênção tem sido ouvir, pensar e conversar sobre a profundidade do cuidado do Aba Pai, daquele que cuida com amor eterno, com poder para fazer o possível e o impossível, e com equilíbrio e discernimento para fazer o que é necessário.

Ele me valoriza (Mateus 6.33). Talvez seja um dos textos mais belos das Escrituras Sagradas, Mateus 6.25-34. Nossa ansiedade, esgotamento emocional, espiritual, nosso desânimo, estresse, podem encontrar a cura desde que os princípios aqui ensinados por Jesus sejam colocados em prática. Jesus expressa o nosso valor: Não valeis vós muito mais do que as aves? Nós temos valor para Deus, ele nos valoriza, nós somos sua imagem e semelhança. Somos poema de Deus. Como cantou o poeta: “Você é um ser, você é alguém tão importante para Deus”. Admiremos agora a beleza deste versículo: Vosso Pai celeste sabe que necessitais de todas elas. Nosso Deus é onisciente, nada lhe é oculto, ele conhece o que está em trevas e com ele mora a luz (Daniel 2.22). Ele sabe quais são as nossas lutas, nossas fraquezas, nosso ponto vulnerável, ele conhece a nossa estrutura, sabe que somos pó. Cada necessidade ele supre segundo a riqueza da sua graça. (Capítulo 26, pág. 101)

Ele me motiva (Isaías 41.10, 13). Eu te ajudo, e te sustento. Não teríamos melhor ajudador. Ele nos ajuda quando nos sentimos fracos, quando nos faltam recursos, quando somos tentados, quando chegamos ao fundo do poço, quando sentimos o peso do fardo, quando tudo falha. Eu te tomo pela tua mão direita. Ele nos levanta quando caímos. Ele nos estende a mão quando estamos afundando. Eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu Redentor é o Santo de Israel (Isaías 41.14). (Capítulo 27, pág. 105)

Deus cuida do meu futuro (João 14.2-3). O futuro a Deus pertence, o que está por trás das cortinas. E depois da morte? O futuro deixa de ser misterioso, carregado de incertezas. Após a sua ressurreição Jesus ficou aqui na terra quarenta dias, depois voltou para o céu, e está intercedendo por nós junto ao Pai. Ele está nos preparando lugar. Não estamos à deriva, o soberano Deus tem as rédeas da história, ele rege as nações, ele estabelece e remove reis. Ele é o Deus Criador, Preservador, Redentor e Juiz. Ele nos ama e cuida de nós. (Capítulo 31, pág. 119)

Deus cuida da família (Salmos 127.1). A família é o nosso porto seguro, nosso refrigério, é um presente de Deus. Foi ele que a formou e a instituiu. Ele começou no Éden e continuará no céu como a família da fé. Jesus nasceu em família, cresceu em família e seu ministério terreno foi, em grande parte, voltado para a família. A igreja de Cristo nasceu em família e, no seu início, se reunia de casa em casa, e desfrutava da doce comunhão como corpo vivo de Cristo. Famílias bem estruturadas, fortes, formam uma igreja forte, uma nação saudável e forte. Deus tem a família como a menina dos seus olhos, ele cuida da família. (Capítulo 29, pág. 111)

Vamos continuar meditando no cuidado de Deus conosco, agora lendo o devocionário “Ele cuida de mim”. Nos cultos deste mês, refletimos sobre dezesseis aspectos desse cuidado, mas ainda temos outros quinze que, com certeza, nos edificarão e nos desafiarão a nos mantermos entregues e confiantes ao Pai.

Rev. Messias Anacleto Rosa