Conteúdo e Mídia

Mensagens

Em novembro estaremos refletindo em nossos cultos, aos sábados, domingos e nas Tardes de Esperança, às terças-feiras, sobre o tema Esconderijo. As mensagens terão como base as reflexões do livro de fim de ano do Pr. Messias Anacleto Rosa.


Esconda-se na presença. Ao ouvirem a voz do Senhor Deus, que andava no jardim quando soprava o vento suave da tarde, o homem e a sua mulher se esconderam da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim (Gênesis 3.8 - NAA). Nossos primeiros pais, Adão e Eva, desobedeceram à ordem do Criador, comeram do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, e por isso, procuraram se esconder. Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou do seu fruto e comeu; e deu também ao marido, e ele comeu. Então os olhos de ambos se abriram; e, percebendo que estavam nus, costuraram folhas de figueira e fizeram cintas para si. Ao ouvirem a voz do Senhor Deus, que andava no jardim quando soprava o vento suave da tarde, o homem e a sua mulher se esconderam da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim (Gênesis 3.6-8 - NAA). Observemos a expressão: Esconderam da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. (continua – Cap. 2*)

Escondidos na Torre Forte. O Nome do Senhor é Torre Forte, sob a qual o justo busca refúgio e permanece seguro! (Provérbios 18.10 - KJA). Para quem iremos? Foi o que disse Pedro a Jesus quando ele e seus colegas de apostolado foram desafiados pelo Mestre, no seu duro discurso: Então, perguntou Jesus aos doze: Porventura, quereis também vós outros retirar-vos? (João 6.67). Estas são indagações que fazemos quando nos defrontamos com os problemas que enfrentamos: E agora? Que devo fazer? Creio que milhões fazem as mesmas indagações. Enfrentamos desafios, sejamos nós religiosos, incrédulos, ricos, pobres, velhos, jovens. Somos todos assolados pelas tribulações, pressões e angústias.  A Torre Forte é Jesus. É para essa torre que corremos e estamos em alto refúgio. Não vamos devagar, vamos correr e nos refugiar, nos esconder no nosso amado Jesus. Vamos em direção à torre, assim como o pássaro que voa e pousa seus pés nos galhos da árvore, como o barco que em meio ao mar revolto lança a sua âncora. "Jesus é nossa força em tempos de fraqueza, e uma torre em tempos de guerra”. (continua – Cap. 18*)

Nosso desejo é que você encontre no Senhor o seu mais alto refúgio e fortaleza. Ele é o esconderijo perfeito e nos esconde de maneira eficiente, para mostrar-nos a sua glória e proteção. Não há nada suficientemente capaz de nos atingir quando estamos seguros nele. Nem pandemia, ameaças, medos e crises. Venha se esconder nele e receber uma nova porção de seu amor, esperança e cuidado. (p. 11).


* Os textos são retirados do livro Esconderijo, sendo transcrito, aqui, somente um trecho do capítulo.

 

Rev. Messias Anacleto Rosa