Conteúdo e Mídia

Mensagens

[Jesus] lhe disse: - Siga-me! Ele se levantou e o seguiu (Mateus 9.9b – NAA).


Ser e fazer discípulos de Cristo: essa é a nossa missão. Inspirados nisso, escrevemos o livro Meus Discípulos para nos guiar por meio das lindas histórias vivenciadas entre Jesus e sua gente muito amada e relatadas nos Evangelhos, principalmente. Personas diferentes que nos representam e geram identificações relevantes. O desenvolvimento das reflexões foi feito em equipe. Deixamos nossa imaginação fluir sobre como Jesus estaria contando suas impressões a respeito de algumas das pessoas com quem mais conviveu e às quais deu o nome de “discípulos(as)”.  Vejamos alguns:

Maria Madalena, Joana e Maria, mãe de Tiago, as privilegiadas.
O episódio sobre a minha ressurreição foi muito interessante. Mesmo eu tendo anunciado, assim como toda a Bíblia, muitos não acreditaram direito. Foi uma grande surpresa. Naquela manhã de domingo, havia um misto de sentimentos por toda Jerusalém. Alguns estavam satisfeitos por terem conseguido me ver sangrando até a morte. Outros, muito tristes, porque creram que eu era o Messias enviado, mas que agora estava morto. Ninguém sabia ao certo quais seriam as implicações daquele episódio. Eu e o Papai planejamos isso por toda a eternidade, para que o eco da minha ressurreição ressoasse para sempre, marcando a história de uma vez por todas (continua – capítulo 15*).

Filipe, o sóbrio. 
Meus olhos estiveram sobre ele desde o início. Foi um dos primeiros que chamei para ser meu discípulo e, depois, apóstolo. Estou falando do meu amado Filipe. Como gosto de me lembrar de seus olhos atônitos quando lhe pedi que comprasse pão para aquela multidão. Ainda dou risadas daquela expressão em seu rosto. Ele não parava de pensar que gastaria os 200 denários para comprar pão – um ano inteiro de trabalho –, sem se lembrar que estava diante do pão da vida (continua – capítulo 10*).

Ananias, o piedoso.
Ao olhar para meu discípulo Ananias, como um homem piedoso, vejo em sua vida algumas características: santo, virtuoso, beato, benevolente, benigno, bom, bondoso, caridoso, crente, cumpridor, devoto, generoso, humano, indulgente, misericordioso e religioso. Foi a Ananias que confiei uma sublime e importante missão: precisava que alguém fosse ao encontro do apóstolo Paulo, naquele momento Saulo de Tarso, na casa de Judas, que ficava à rua Direita na cidade de Damasco. Saulo estava sem enxergar, pois havia me visto em um encontro no caminho daquela mesma cidade, quando me revelei a ele por meio de uma luz no céu que brilhou ao seu redor (continua - capítulo 1*).

Jesus está vivo, ativo, falante. Ele quer comunicar seu imenso amor, derramar sua paz e alegria, orientar-nos com sua sabedoria. Vamos, pois, ouvir o que Jesus tem a nos dizer, nós que somos seus discípulos amados, suas discípulas amadas.


Daniel Zemuner, Pedro Leal Junior e Rodolfo Montosa
* Os textos são retirados do livro Meus Discípulos, sendo transcrito, aqui, somente o início do capítulo.

Igreja IPI