Luz no ano-novo

Compartilhe:

Então Moisés disse: “Se não nos acompanhares pessoalmente, não nos faças sair deste lugar.” (Êxodo 33.15 – NVT)

Desde o nascimento de Moisés a presença de Deus foi marcante em sua vida. Encontrado às margens do Rio Nilo, foi criado pela filha do Faraó sob os cuidados de sua própria mãe Joquebede. Aos quarenta anos, Deus o chamou para libertar o povo de Israel da escravidão do Egito. Relutante, mas obediente, Moisés abraçou o desafio e se tornou o líder de Israel como nação. Ao longo dos anos, viu o Senhor numa sarça ardente, o cajado se transformar em serpente, pragas caírem sobre os inimigos, o Mar Vermelho se abrir, maná cair do céu, água sair da rocha, além da presença ininterrupta do Senhor por meio da nuvem durante o dia e coluna de fogo à noite. Viu a luz da presença do Deus Altíssimo até o fim de seus dias.

Êxodo 33.12-23, fala de um apelo que Moisés fez ao Senhor a respeito de uma nova jornada que se aproximava. Moisés precisava de luz. Em outras palavras disse: “Se o Senhor não for eu não vou”. Podemos adentrar o novo ano que se inicia com algumas convicções.

O Senhor se agrada de nós. No versículo 12 lemos que Moisés entendeu o chamado do Senhor para conduzir o povo, mesmo diante das incertezas. E, nesse momento tão delicado da caminhada, disse: Declaraste: Eu o conheço pelo nome e me agrado de você. Moisés foi designado pelo próprio Deus e isso era suficiente. Seu relacionamento com Deus era de muita proximidade. O amor do Senhor é incondicional, se agrada de nós e tem prazer nessa relação.

O Senhor nos mostra seus caminhos. Na sequência, no versículo 13, Moisés diz: Se é verdade que te agradas de mim, permita-me conhecer teus caminhos para que eu te conheça melhor. Essa é uma das frases mais relevantes que alguém pode dizer. O caminho do Senhor é perfeito e ele nos revela seus desígnios por meio de um relacionamento de intimidade. A ousadia de Moisés encontrou o favor do Senhor em sua resposta afirmativa.

O Senhor nos acompanha pessoalmente. O Senhor respondeu: Acompanharei você pessoalmente (v 14a). Não é fantástico ouvir de Deus essa promessa? Já imaginou entrarmos em 2024 ouvindo a voz do Senhor garantindo que nos acompanhará pessoalmente? A mesma promessa feita a Moisés está em vigor a nós por meio de Jesus, o Deus conosco, Emanuel, que prometeu que estaria conosco todos os dias (Mateus 28.20). Somos desafiados a crermos nessa promessa hoje e entrarmos em 2024 com todo entusiasmo e confiança.

O Senhor nos dá descanso. Esse é o resultado da companhia do Senhor, pois foi o próprio Senhor quem prometeu isso a Moisés: lhe darei descanso (v 14b). A essa altura Moisés ainda estava preocupado: Se não nos acompanhares não nos faça sair deste lugar… pois é tua presença em nosso meio que nos distingue (vv 15-16). Diante da incerteza de Moisés o Senhor lhe responde novamente: Me agrado de você e o conheço pelo nome (v 17).

Essa porção bíblica pode nos trazer luz no ano-novo. O Senhor nos conhece e se agrada de nós, isso é fato! Como um bom Pai nos mostra seus caminhos e nos acompanha pessoalmente com sua presença doce e fiel. Em cada luta e em cada conquista contaremos com seu favor e ele sempre nos dará descanso. Em 2024 vamos viver nessa dimensão e que a cada dia possamos saber que a presença do Senhor é a luz que clareia nossa jornada. Feliz e iluminado ano-novo a todos nós!

Pr. Daniel Zemuner Barbosa

Continue lendo

Mais Posts

Agenda
Comunicação IPILON

Para mulheres

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, vamos realizar um encontro, às 20h, no Espaço Esperança. Com base no tema essência, vamos abordar

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Discípulos aprendem a falar

Quando levarem vocês às sinagogas ou à presença de governadores e autoridades, não se preocupem quanto à maneira como irão responder, nem quanto às coisas

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis