Pesquisar
Close this search box.

Muito aprendizado na conferência Promessas

Compartilhe:

Nos dias 26 e 27 de abril, tivemos nossa conferência Promessas. Juntos, aprendemos mais sobre as promessas de Deus e seus princípios. Contamos com a presença dos pastores David Riker e Paulo Mazoni, além do grupo de louvor e adoração FHOP Music. O pastor David falou a respeito dos desafios contemporâneos da sexualidade, em uma abordagem cristocêntrica e bastante esclarecedora. 

O pastor Paulo Mazoni, da Igreja Batista Central de Belo Horizonte, ministrou a respeito das promessas de salvação e multiplicação.

— Se permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será feito (João 15.7 – NAA). Essas são palavras de Jesus na parábola da videira e seus ramos. Ele é a videira verdadeira; os que se propõem a segui-lo, seus ramos; Deus, o agricultor que cuida, mas poda quando preciso, e lança ao fogo os que não permanecerem ligados à videira. 

O que Deus espera de nós, os ramos, para que tudo o que pedirmos seja feito (João 15.)?  Que estejamos, de fato, ligados, enraizados, encrustados na videira, porque, assim, daremos frutos, e os daremos em abundância. E como permanecer ligado, de forma a não permitir nenhuma separação, ainda que mínima? Bíblia e oração. Não apenas ler a Palavra, mas vivê-la, aplicá-la, torná-la parte do seu DNA, a ponto de ter a honra de ser satirizado como Bíblia ambulante. 

Oração fala de intimidade com Deus Pai, Filho e Espírito Santo, lugar secreto, convivência, permanência, simbiose. Enquanto não permanecermos na Palavra e na oração incessantes, não estaremos firmemente ligados à videira verdadeira, Jesus.

Vocês não dizem que ainda faltam quatro meses até a colheita? Eu, porém, lhes digo: Levantem os olhos e vejam os campos, pois estão maduros para a colheita (João 4.35 – NAA). Mais uma vez, Jesus lança sabedoria sobre seu povo.

A mulher samaritana entendeu a mensagem, anunciou ousadamente a presença do Messias, colheu uma cidade inteira porque os campos estavam brancos, era hora de colheita. Os discípulos não perceberam, não anunciaram, perderam a hora.

Quando é o tempo certo de anunciar a salvação em Cristo? Ele mesmo nos ensina que é agora, hoje. Onde? Em todo canto, no trabalho, academia, vizinhança, faculdade.

O Senhor tem direcionado sua igreja para fora dos muros, para além do púlpito, porque os campos estão cheios de pessoas sedentas da sua Palavra e poucos são os trabalhadores do Reino.

Neste mês de maio continuaremos estudando o tema promessas. Vamos juntos em busca das promessas do Senhor, sem perder de vista o nosso alvo: Cristo Jesus.

Continue lendo

Mais Posts

Blog
Comunicação IPILON

Promessas de alegria

Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, à tua direita, há delícias perpetuamente (Salmos 16.11 – NAA).

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis