Santo andar

Compartilhe:

De todo mau caminho desvio os meus pés, para observar a tua palavra (Salmos 119.101).

O verbo andar invoca os pés. Curioso que sou, fiz uma pesquisa e notei uma grande variedade de expressões populares que se utilizam da palavra “pés” para trazerem diferentes sentidos e significados: “meter os pés pelas mãos” significa se atrapalhar, se complicar; “jurar de pés juntos” veio da época quando pessoas tinham seus pés amarrados para dizerem a verdade; “sem pé nem cabeça” quer dizer sem sentido, sem nexo; “pegar no pé” denota implicar, aborrecer; “na ponta dos pés” representa movimento em silêncio; “pé-de-boi” é o indivíduo trabalhador; “pé-de-cabra” é um tipo de ferramenta; “pé de coelho” é um objeto de crendice de sorte; “pé-de-galinha” refere-se a rugas no rosto; “pé na cova” refere-se a quem está prestes a morrer; “pé na estrada” indica viajante; “pé de cana” é o que se diz da pessoa que bebe muito; “pé-de-meia” representa reserva financeira; “pé de botas” é o policial ou militar; “pé-de-chumbo” é quem dirige correndo muito; “pé-rapado” ou “pé de chinelo” lembra gente pobre; “pé de valsa” refere-se a quem gosta de dançar; “pé-frio” diz da pessoa azarada; “pé na jaca” é para quem se deu mal; “pé nas costas” indica fazer com facilidade; “pé na tábua” quer dizer “Vamos embora!” ou “Rápido!”; “pé-atrás” mostra alguém desconfiado; “pé-vermelho” é quem nasceu na região norte do Paraná. Quantas expressões, não?

Nas palavras de Leonardo da Vinci, “os pés são uma obra perfeita de arquitetura, agilidade e potência”. Eles têm 25% do total de ossos do corpo; têm 250.000 glândulas sudoríparas, que respondem por meio litro de água de suor por dia; suportam uma pressão de até quatro vezes nosso peso corporal quando corremos; contêm mais terminações nervosas por centímetro quadrado, e é por isso que sentimos cócegas tão facilmente; são nosso principal ponto de contato com a terra.

Nossos pés podem nos levar para perto de Deus ou nos afastar dele. Quando governados por Jesus, nosso andar transforma-se em santo andar. Quais seriam algumas características desse santo andar?

Santo andar tem bom equilíbrio, pois os pés foram colocados sobre firme fundamento, para não vacilarem e para terem todo apoio dos céus. Jesus é o firme fundamento (1 Coríntios 3.11) a que se refere o salmista: Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos (Salmos 40.2). Em Jesus, nosso andar não vacila, pois reconhecemos terreno arenoso, movediço, já que temos a referência do firme fundamento: Ele não permitirá que os teus pés vacilem (Salmos 121.3). Em Jesus, nosso andar sempre terá apoio dos céus: Porque aos seus anjos dará ordens a teu respeito, para que te guardem em todos os teus caminhos. Eles te sustentarão nas suas mãos, para não tropeçares nalguma pedra (Salmos 91.11-12).

Santo andar tem direção certa, pois não está em trevas, como declarou o salmista: Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para os meus caminhos (Salmos 119.105). Ao existir luz, discerne e foge do mal: De todo mau caminho desvio os pés (Salmos 119.101). Quando erra a direção, é corrigido: Quando te desviares para a direita e quando te desviares para a esquerda, os teus ouvidos ouvirão atrás de ti uma palavra, dizendo: Este é o caminho, andai por ele (Isaías 30.21).

Santo andar tem propósito nobre, pois foi investido de autoridade, como está escrito: Pisarás o leão e a áspide, calcarás aos pés o leãozinho e a serpente (Salmos 91.13). E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja (Efésios 1.22). Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés. Porque todas as coisas sujeitou debaixo dos pés (1 Coríntios 15.25, 27). E o Deus da paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a Satanás (Romanos 16.20). Eis aí vos dei autoridade para pisardes serpentes e escorpiões (Lucas 10.19). Também foi designado para anunciar a paz, como revelaram o profeta e o apóstolo: Que formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia coisas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina! (Isaías 52.7). Quão formosos são os pés dos que anunciam coisas boas (Romanos 10.15). Calçai os pés com a preparação do evangelho da paz (Efésios 6.15). É instrumento para conquista da terra que Deus prometeu: Levanta-te, percorre essa terra no seu comprimento e na sua largura; porque eu ta darei (Gênesis 13.17). Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, desde o deserto, desde o Líbano, desde o rio, o rio Eufrates, até ao mar ocidental, será vosso. Ninguém vos poderá resistir; o Senhor, vosso Deus, porá sobre toda terra que pisardes o vosso terror e o vosso temor, como já vos tem dito (Deuteronômio 11.24-25). Todo lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu prometi a Moisés (Josué 1.3).

Santo andar tem bom equilíbrio, direção certa e propósito nobre somente quando nossos pés estão nas mãos de Cristo. Uma das lições mais marcantes na história dos discípulos foi quando Jesus tomou seus pés para lavá-los na conhecida cerimônia do lava-pés, ocorrida antes da primeira ceia. Da mesma maneira, ele quer tomar nossos pés em suas mãos para nos dar santo andar.

Pr. Rodolfo Montosa

Continue lendo

Mais Posts

Agenda
Comunicação IPILON

Para mulheres

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, vamos realizar um encontro, às 20h, no Espaço Esperança. Com base no tema essência, vamos abordar

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Discípulos aprendem a falar

Quando levarem vocês às sinagogas ou à presença de governadores e autoridades, não se preocupem quanto à maneira como irão responder, nem quanto às coisas

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis