Pesquisar
Close this search box.

Envia-me a mim

Compartilhe:

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem irá por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim (Isaías 6.8 – NAA).

Cana de açúcar, araçá, belas praias são riquezas do Estado do Pernambuco, segundo o senso popular. Eu digo que se esqueceram de mencionar nossa amada missionária Auta Leonor Bonesi, nascida naquele estado em 1931. Deus plantou linda semente cujos frutos permanecerão. Filha, esposa, mãe, avó, teóloga, missionária, poetisa. A lista é extensa.

Durante a Conferência Santo Impacto, família presente, dona Auta, como carinhosamente é chamada, aos 92 anos de idade, foi merecidamente homenageada. Tivemos até poema: “A Missionária”, composto pelo Pr. Rodolfo Montosa há algum tempo, mas que reflete perfeitamente a vida da nossa missionária.

Vamos a um trechinho:

De repente acontece o milagre esperado
O pecador se arrepende, o perdido é achado
No lugar da eterna morte entra grande salvação
Valeu o esforço empenhado, cumprida está a missão

A semente foi lançada e regada com choro
Encontrou um solo fértil, foi descoberto o ouro
Então se cumpre a palavra salmodiada em canção
Os que com lágrimas semeiam com júbilo ceifarão

Uma bela maneira de retribuir os deliciosos bolos de chocolate que comia na casa de Dona Auta, desde criança.

Do interior do Pernambuco, mudou-se ainda pequena para o interior de São Paulo, Piratininga, aonde teve um encontro com Jesus. Desde muito cedo sentiu o coração queimar por missões. Foi para o seminário em Londrina na década de 50. Família formada, permaneceu firme na missão. Comprometida com a Missão Caiuá, foi e fez discípulos de Cristo.  

Das mãos do querido amigo e companheiro de seminário, Messias Anacleto Rosa, recebeu um fraterno beijinho no rosto junto a um lindo bordado feito por hábeis mãos. Estampados no presente, seu rosto e um dos versículos bíblicos mais citados por ela, principalmente, nas campanhas do leite em prol da Missão Caiuá: Toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação (Tiago 1.17).

O caríssimo Pr. Messias rememorou: Em 1955, em Santo André, a senhora me perguntou se era difícil o curso de teologia. Eu disse que não. Fui instrumento de Deus para trazer aquela moça linda, 24 anos, para estudar no Instituto e Seminário Bíblico de Londrina (ISBL). Sua história continua. A igreja que ela serve desde jovem, na sua velhice lhe presta a homenagem. Auta, que você continue sendo como o Cedro do Líbano, frutificando em nome de Jesus.  

Dona Auta, muito obrigado por inspirar geração após geração. Sua vida é um livro aberto a nos lembrar da obra de Cristo.

Obrigado, muito obrigado.

Por Paulo Povedano

Continue lendo

Mais Posts

Blog
Comunicação IPILON

Amar é abrigar

Então, lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Dispõe-te, e vai a Sarepta, que pertence a Sidom, e demora-te ali, onde ordenei a uma mulher

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Amar é consolar

Porque, quando chegamos à Macedônia, não tivemos nenhum alívio. Pelo contrário, em tudo fomos atribulados: lutas por fora, temores por dentro. Porém Deus, que consola

Leia Mais »
Notícias
Comunicação IPILON

Jantar do dia dos namorados

Neste dia 12 de junho, dia dos namorados, aconteceu o jantar em prol da construção do nosso novo Espaço Esperança. Tudo muito bem organizado pelas

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis