Luz no trabalho

Compartilhe:

Em resposta, Simão disse: — Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sob esta sua palavra, lançarei as redes (Lucas 5.5 – NAA).

Esse é um daqueles episódios inesquecíveis vivenciados por simples pescadores. Poderia ter acontecido com carpinteiros, estudantes, donas de casa, empresários, profissionais liberais, aposentados ou qualquer outra categoria. Quando Jesus se aproxima de nossa vida em meio às atividades e responsabilidades que temos, tudo é transformado, melhorado, revolucionado. O movimento da narrativa deve ser cuidadosamente percebido e compreendido. Ele traduz o movimento que poderá acontecer em nossa vida nos dias de hoje. Podemos destacar pelo menos três grandes divisões nessa linda história.

Trabalho sem Jesus (Lucas 5.1-2):sem Jesus, tudo vira rotina sem sentido, há enfado e cansaço. Atividades podem até ter alma, mas ficam empobrecidas sem a perspectiva espiritual. Sem Jesus a glória é dada somente a pessoas. A vida dos pescadores à parte da realidade do reino de Deus é traduzida na expressão: estavam lavando as redes. O pecado trouxe suas consequências sobre o trabalho: cansaço e suor (Gênesis 3.17-19), obsessão que conduz ao excesso (Salmos 127.2), busca pelos atalhos e enganos (Jó 36.18; Provérbios 11.1), ou ociosidade para folgados (2 Tessalonicenses 3.10-12). Sem Jesus resta escuridão no trabalho.

Trabalho com Jesus (Lucas 5.3-8):com Jesus “em cena” o propósito do barco é amplificado e passa a ser usado para ensinar as multidões. Com Jesus presente, temos palavra (rhema) que nos conduz onde as águas são mais fundas e os resultados são surpreendentes e abundantes. Com Jesus temos prazer em repartir dos frutos obtidos (ou pescados). Com Jesus pertinho, nossa consciência fica plena de que somente ele é merecedor de toda a glória e nosso coração é cheio de gratidão e adoração.  

Trabalho após Jesus (Lucas 5.9-11):Após Jesus, os pescadores são transformados em discípulos. Ao invés de uma única experiência maravilhosa, passam a desfrutar do relacionamento contínuo pra lá de especial. Não querem mais deixar o Senhor. O foco de coisas é mudado para pessoas, de peixes para gente. Muda a pescaria. Inicia-se um novo tempo. Começa a jornada de uma missão mais nobre e relevante que trouxe transformação ao mundo. Jesus envolveu-se no trabalho deles. Nada mais justo que eles serem envolvidos no trabalho de Cristo.

Cristo pode envolver-se em meu trabalho. Eu posso envolver-me no trabalho dele. Quando ele se envolve em meu trabalho, o trabalho passa a ser dele também. Quando me envolvo em seu trabalho, este passa a ser meu também. Nosso trabalho ganha relevância. Nossa vida ganha valor. Jesus trouxe luz ao trabalho de pescadores. Jesus quer trazer luz para nós também.

Pr. Rodolfo Montosa

Continue lendo

Mais Posts

Agenda
Comunicação IPILON

Para mulheres

No dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, vamos realizar um encontro, às 20h, no Espaço Esperança. Com base no tema essência, vamos abordar

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Discípulos aprendem a falar

Quando levarem vocês às sinagogas ou à presença de governadores e autoridades, não se preocupem quanto à maneira como irão responder, nem quanto às coisas

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis