Pesquisar
Close this search box.

Santo sempre

Compartilhe:

Sejam santos, porque eu sou santo (1 Pedro 1.16; Levítico 11.44-45, 19.2 – NAA).

Santidade é a virtude mais proclamada do caráter de Deus. Seus atributos são infinitos, mas essa palavra é a única relatada como sendo cantada continuamente diante do trono de glória, de maneira repetida. Não lemos que é cantado “fiel, fiel, fiel” nem “verdadeiro, verdadeiro, verdadeiro”, apesar de ser totalmente fiel e totalmente verdadeiro. Lemos, contudo, que a adoração mais conhecida dos anjos é quando cantam: Santo, Santo, Santo (Isaías 6.3; Apocalipse 4.8).

Foi justamente essa virtude que o próprio Deus declarou sobre nós: Sejam santos, porque eu sou santo.

Ora, seria essa frase uma exigência ou uma afirmação? Historicamente temos lido essa frase na perspectiva da exigência, da obrigação, da condição, do requisito imposto por Deus para nós, talvez pelo fato de estar conjugado no modo imperativo. Da mesma maneira, as primeiras palavras de Deus registradas na Bíblia foram no imperativo: Haja luz! Só houve luz, pois o Senhor é a fonte da luz. Isso inspira uma releitura mais ampliada, leve e natural, transformando-a em uma afirmação que poderia ser interpretada assim: porque eu sou santo, vocês serão santos. Ou então: vocês somente conseguem ser santos, porque eu sou santo, ao mesmo tempo que o fato de eu ser santo é o que os torna santos. Em outras palavras, sabemos que, por meio de Jesus, fomos gerados para sermos santos para todo o sempre!

Para ampliar um pouco mais a compreensão do alcance e do impacto dessa vocação, vamos entender melhor a palavra “santo”.

Santo é puro. Puro é a ausência de mistura. O ouro, por exemplo, é medido por quilate. Uma barra de 24 quilates significa que é inteira de ouro. Puro ouro. Uma barra de 16 quilates, por exemplo, significa que tem 16 partes de ouro e 8 partes de outro metal. Não é mais puro ouro. Quanto mais puro, maior será o brilho. Em analogia, um ouro santo, puro, é o que tem maior valor.

Santo é íntegro. Íntegro é inteiro, integral. Os alimentos integrais, por exemplo, são aqueles grãos e cereais que não foram afetados por algum processo de refinamento, via de regra industrial, retirando cascas e películas protetoras. Por isso, conservam todos os nutrientes originais, sendo ricos em vitaminas, minerais e fibras. Alimentos não integrais dão muito valor ao sabor em detrimento da saúde. Em analogia, alimento santo, integral, é muito mais saudável.

Que lindo perceber que o desejo de Deus é que sejamos puros e inteiros da mesma natureza que ele. Com base nisso, nossa compreensão do plano de Deus para sermos santos pode ampliar com outras palavras: santo é íntegro, integral, inteiro, pleno, total, todo, completo, uno, sólido, denso, consistente, intenso, espesso, puro, incontaminado, imaculável, impecável, indefectível.

Dessa maneira, fica mais fácil compreender o que significa ser santo. Por exemplo, pai santo é ser pleno, presente, inteiro, completo, consistente, intenso. Pense em uma mãe, um filho, um irmão, uma dona de casa, um profissional, um empresário. Qualquer que seja o papel em sua vida, podemos ouvir o Senhor dizendo: seja pleno, porque eu sou pleno; seja inteiro, porque eu sou inteiro; seja puro, sem mistura, cheio de mim!

É tempo de sermos pessoas santas, puras, inteiras, plenas, cheias do Espírito Santo, plenas dos dons, intensas em ousadia, livres para avançar. Somos chamados à plenitude, integridade, à santidade, em toda circunstância, em todo lugar, em todo tempo. Santo sempre!

Pr. Rodolfo Montosa

Continue lendo

Mais Posts

Notícias
Comunicação IPILON

Indo para a Albânia

No domingo, 7 de julho, tivemos um momento especial no culto das 10h, com o envio de irmãos que permanecerão dez dias na Albânia, em

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis