Pesquisar
Close this search box.

Boletim
Online

Author picture

Esse é o nosso informativo online. Aqui você encontrará nosso editorial da semana, notícias e o Roteiro de Célula.

Tema: Amar é consolar

Série "Amar é..."

Compartilhe:

Editorial

Porque, quando chegamos à Macedônia, não tivemos nenhum alívio. Pelo contrário, em tudo fomos atribulados: lutas por fora, temores por dentro. Porém Deus, que consola os abatidos, nos consolou com a chegada de Tito. E não somente com a chegada dele, mas também pelo consolo que recebeu de vocês. Ele nos falou da saudade, do pranto e do zelo que vocês têm por mim, aumentando, assim, a minha alegria (2 Coríntios 7.5-7 – NAA).

A consolação, no contexto bíblico, vai além do simples ato de confortar; ela envolve encorajamento, edificação e a construção de uma esperança firme. Nesse pequeno trecho da carta de Paulo citando Tito aprendemos que consolo é necessário, manifesta-se de maneira pessoal e torna-se contagiante.

O trecho em tudo fomos atribulados: lutas por fora, temores por dentro deixa claro como o consolo é necessário. Paulo não esconde as muitas tribulações pelas quais tinha passado e apresenta uma lista chocante ao final dessa carta (2 Coríntios 11.23-28). Ao ler a relação de suas intensas lutas por fora dá para entender um pouco mais seus profundos temores por dentro. Definitivamente Jesus estava certo: no mundo temos aflições. Passamos por adversidades em diferentes áreas, momentos e intensidades. Precisamos de consolo constantemente diante da realidade cruel da vida.  

O trecho Deus, que consola os abatidos, nos consolou com a chegada de Tito deixa claro como o consolo é pessoal. O relacionamento de Paulo com Tito era amoroso, respeitoso, profundo e envolvia ajuda e confiança mútuas. Só nessa carta Paulo cita Tito por sete vezes (2 Coríntios 2.12-13; 7.5-7; 7.13-16; 8.6; 8.16-17; 8.23; 12.18), além de outras cartas (Gálatas 2.1-3; 2 Timóteo 4.10) e de ter escrito uma epístola específica para seu verdadeiro filho na fé (Tito 1.4). Deus usa pessoas para ministrarem consolo para nossa alma abatida. Pode ser por meio da simples presença, do olhar, do abraço, da conversa, do conselho, da ajuda, do apoio, da mão estendida. Assim como a chegada de Tito trouxe alívio e ânimo a Paulo, existe poder no consolo de gente que nos ama de verdade.

O trecho pelo consolo que recebeu de vocês deixa claro como o consolo é contagiante. Paulo identifica que Tito tinha recebido consolo e agora estava sendo agente de consolo. Existe um “efeito dominó”, ou seja, o evento de ter recebido consolo desencadeia outro evento de ministrar consolo, criando uma cadeia de reações em cascata. Na abertura dessa carta, Paulo já escreveu essa verdade: Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos consola em toda a nossa tribulação, para que, pela consolação que nós mesmos recebemos de Deus, possamos consolar os que estiverem em qualquer espécie de tribulação (2 Coríntios 1.3-4 – NAA). Podemos buscar com quem foi consolado, assim como nos tornamos ministros de consolo naquilo que fomos consolados. Lindo desenho do Consolador.

Em qual área da vida você está precisando de consolo hoje? Para quem você pode ministrar consolo hoje? Nosso destino é o consolo. Somos alvo do consolo para nos tornarmos agentes de consolo. Amar é consolar. Consolar é amar. Vivamos no amor. Vivamos no consolo.

Rodolfo Montosa

Missão Integral

Como o Senhor trabalha… além do que sonhamos ou pensamos

Há um pastor sírio que veio ao Brasil, Sāo Paulo, e iniciou uma igreja com alguns descendentes de árabes. Uma libanesa com seu marido e duas filhas migraram para o Brasil devido à situaçāo do Líbano o ano passado. Ela é professora de inglês e ele engenheiro. Ela começou estudar português na Compassiva. O objetivo deles nāo era apenas se estabelecerem aqui, mas fazer a obra de Deus no meio do povo dela. Na Compassiva, claramente ela disse para mim: “estou aqui nāo somente para aprender a língua portuguesa, mas para construir um relacionamento com essas mulheres, para falar do amor de Cristo”. As mulheres que sāo sírias ortodoxas já estāo frequentando a igreja com ela. E já pegaram a visão. Juntas fazem programaçāo com os filhos e convidam suas colegas muçulmanas, algumas já estiveram participando do culto. Dá para imaginar!? Deus traz as pessoas deslocadas em seus países para o Brasil, envia esse pastor e casal para cá, levanta um brasileiro para começar a Compassiva com o propósito de ajudar os refugiados, me traz de volta, dentro da pior circunstância, para fazer o que faço para ajudar essas mulheres, nāo só no português, mas sendo um dos elos para terem o conhecimento da VERDADE. E você com sua oraçāo, oferta, apoio, encorajamento, amizade, carinho e fidelidade. Somos a rede do reino de Deus! Exaltado seja ele!

A voz do refugiado

Estarei compartilhando em minhas cartas, algumas histórias para desmistificar a fala que os imigrantes estāo aqui para tirar o trabalho do brasileiro ou para ganhar dinheiro. 

História: Veio para o Brasil com sua família, com três filhos e o marido, porque o irmāo já tinha se refugiado no Brasil e estava com câncer. Na Síria deixou seus pais e irmāos, sua filha de dezesseis anos, morta por ter sido atingida por uma bomba, e seu trabalho de enfermeira. Ela chegaou até nós para aprender o português, uma de tantas necessidades. Teve uma menina, Deus a presenteando, a Jaqueline, homenagem a uma brasileira que ajudou muito ao seu irmāo e à família dela. Ainda tem muitas necessidades. Poderia ter parado de frequentar a aula de português, mas como diz: “A Compassiva é minha família no Brasil. Enquanto existir a Compassiva eu estou aqui.” 

Família

Ian: no momento está fazendo entrevistas para conseguir um estágio remunerado, seu mestrado terminou no final de maio. Possivelmente ficará no estado de Ohio. Esteja orando, por favor, para que o Senhor venha prover um lugar barato para alugar e ter o suficiente para sua sobrevivência.

Yuri: está se saindo muito bem na faculdade, tem me surpreendido. Nessa faculdade por ser de pequeno porte, consegue ter um vínculo muito bom com os professores. Tem arrumado estratégia, como diz ele, para se conectar com as dificuldades no convívio social.

Eu: bem envolvida com as histórias de cada aluno que atendo toda a semana, no desejo de que Deus o que revela, venha usar tudo que temos dado e doado para que eles conheçam o Caminho e a Luz do mundo.

Márcia Silveira

Tome Nota!

Colônia Bíblica de Férias (CBF) – De 17 a 19 de julho teremos a CBF para crianças de 3 a 11 anos, com o tema: Jesus é. Horário: 13h30 às 17h30. Local: Espaço Esperança. Inscrições na secretaria da Área de Apoio Infantil, de segunda a quinta, das 13h30 às 17h30 | aos domingos, nos horários dos cultos. Valor: R$ 120 (inscrevendo mais de uma criança, é possível parcelar em até 3 vezes).

Eleição de oficiais – Estão abertas as inscrições para candidatos a oficiais presbíteros, presbíteras, diáconos e diaconisas. Para participar da eleição é necessário ser membro da Igreja Presbiteriana Independente do Brasil há, no mínimo, três anos, e membro da 1ª IPI de Londrina há, no mínimo, dois anos. Se você sente-se chamado por Deus para servir como oficial da Igreja, apresente-se como candidato preenchendo a ficha de inscrição disponível na recepção do Espaço Esperança. As inscrições vão até o dia 14 de julho. A junta eleitoral é composta pelos presbíteros: Elaine El-Kadre, José Olympio Eger Monteiro e Rafael Carraro.

Material de Tema Único – A Área de Apoio Infantil está iniciando a nova revista para ministração das crianças nas celebrações e nas células. Tema: “Junto ou conjunto”. Os líderes das células podem retirar a nova revista na secretaria da Área de Apoio Infantil, no Espaço Esperança, mediante a devolução da revista anterior. Pais, fiquem atentos aos versículos para decorar. Mais versículos decorados, mais pontos para a feira de trocas.

Para a sua Célula

Princípio

Princípio da Verdade 

(João 8.32; 17.17; Colossenses 3.16; Tiago 5.16, 19-20; 1 João 1.7; 3.7-9)

Pela graça de Deus, vou me empenhar por ser uma pessoa mais aberta, compartilhando minha vida com você, para podermos exercer o cuidado mútuo e, assim, crescermos juntos na santidade de Deus.

Edificação na Célula

Texto Bíblico:

2 Coríntios 7.5-7

Interação:

Necessário, pessoal e contagiante, assim é o ato de consolar. Em 2 Coríntios 7.5-7, Paulo transborda alegria ao receber o consolo da igreja em Corinto, manifestado na pessoa de Tito. Diante dos desafios missionários na Macedônia, o consolo se fez presente na comunhão. Conosco não é diferente. Diante das tribulações, aflições, agruras próprias deste mundo caído, a alegria do reino de Deus manifestada no “ser e fazer discípulos de Cristo” consola um ao outro. Amor, respeito e confiança são a base do verdadeiro consolo. Amar é consolar! Vamos refletir em nossa célula a esse respeito.

Perguntas para interação:

1. De que formas podemos receber consolo de alguém? 

2. Conte uma experiência em que você recebeu consolo. Alguém foi Tito em sua vida?

3. Compartilhe uma situação em que você foi agente de consolo na vida de alguém.

Crianças:

As crianças fazem parte da célula, por isso é importante mantê-las engajadas e participando da comunhão, de forma criativa.

“Junto ou conjunto” – Nesta semana, as crianças estudarão a lição 1 do Material de Tema Único. Título: Uma equipe dez! Princípio: Somos uma equipe: A Igreja de Cristo. Versículo para decorar: Sejam completamente unidos num só pensamento e numa só intenção (1 Coríntios 1.10 – NTLH).

 

 

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis