Pesquisar
Close this search box.

Discípulos aprendem a falar

Compartilhe:

Quando levarem vocês às sinagogas ou à presença de governadores e autoridades, não se preocupem quanto à maneira como irão responder, nem quanto às coisas que tiverem de falar. Porque o Espírito Santo lhes ensinará, naquela mesma hora, as coisas que vocês devem dizer (Lucas 12.11-12 – NAA).

Se alguém não tropeça no falar, é um indivíduo perfeito (Tiago 3.2 – NAA). Sendo bem sincero, estamos bem longe de sermos perfeitos no falar, não é verdade? Erramos no tempo, no jeito e no conteúdo da fala. Diante dessa realidade, Jesus revela que o Espírito Santo é quem nos ensinará. Aos discípulos cabe aprender quando, como e o que falar.

Discípulos aprendem quando falar: Quando levarem vocês às sinagogas ou à presença de governadores e autoridades … naquela mesma hora. Precisamos entender que existe o momento do silêncio e o momento da fala. Jesus usou do silêncio para libertar a mulher flagrada em adultério (João 8.6); provocar o choro de amargo arrependimento em Pedro após este ter negado que o conhecia (Lucas 22.61-62); censurar a hipocrisia religiosa de Caifás (Mateus 26.63); ignorar o desejo pelo espetáculo de Herodes (Lucas 23.8-9); desaprovar comportamento político-interesseiro de Pilatos (Marcos 15.4-5). Jesus usou das palavras para repreender a hipocrisia dos religiosos (Mateus 22.18); consolar os que choram (João 11); revelar o que está no coração (João 4.18); exortar seus discípulos (Marcos 9.19); curar os enfermos (Marcos 5.34); abençoar crianças (Mateus 19.15); ensinar as Escrituras (Lucas 24.27).

Discípulos aprendem como falar: não se preocupem quanto à maneira como irão responder. É impressionante a variedade de formas como Jesus se expressou. Falou com autoridade em todo o tempo (Lucas 4.32), com ternura às crianças (Mateus 19.14),  ⁠com vigor aos fariseus (Mateus 15.7), com compaixão aos aflitos (Mateus 9.36), com indignação aos comerciantes no templo (Mateus 21.12), com mansidão aos cansados (Mateus 11.28-29), com assertividade aos seguidores (Lucas 9.41), com gentileza às mulheres (João 4), com sabedoria ao ensinar (Mateus 13.1-23), com entusiasmo ao perceber o amadurecimento dos discípulos (Lucas 10.21), com alegria (Mateus 16.17) e firmeza (Mateus 16.23) diante da declaração de Pedro, com sobriedade ao anunciar sua morte e ressurreição (Marcos 8.31).

Discípulos aprendem o que falar: nem quanto às coisas que tiverem de falar. Porque o Espírito Santo lhes ensinará … as coisas que vocês devem dizer. Por ser cheio do Espírito Santo, Jesus falava palavras que edificam (Mateus 5-7), exortam (Mateus 16.6), animam (João 16.33), perdoam (Marcos 2.5), salvam (João 3.16), curam (Mateus 8.2-3), produzem paz (João 14.27), calam os adversários (Mateus 22.22), transformam corações (Lucas 19.1-10), produzem vida eterna (João 6.68). O repertório de Jesus é verdadeiro, ilimitado, impactante, surpreendente. Tudo o que Jesus falou foi inspirado pelo Espírito Santo, o mesmo que habita em nossa vida.

Definitivamente, precisamos aprender a nos expressar diante das diversas situações que se apresentam no curso da vida. Há muito do que se arrepender do que passou e muito a melhorar a partir de hoje. Sobre a palavra inadequada já dita, maldita, ou não dita a tempo, no modo e no conteúdo adequados, resta-nos pedir perdão. E de agora em diante, cabe-nos pedir: ensina-nos a falar, Jesus.

Pr. Rodolfo Montosa

Continue lendo

Mais Posts

Blog
Comunicação IPILON

Amar é abrigar

Então, lhe veio a palavra do Senhor, dizendo: Dispõe-te, e vai a Sarepta, que pertence a Sidom, e demora-te ali, onde ordenei a uma mulher

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Amar é consolar

Porque, quando chegamos à Macedônia, não tivemos nenhum alívio. Pelo contrário, em tudo fomos atribulados: lutas por fora, temores por dentro. Porém Deus, que consola

Leia Mais »
Notícias
Comunicação IPILON

Jantar do dia dos namorados

Neste dia 12 de junho, dia dos namorados, aconteceu o jantar em prol da construção do nosso novo Espaço Esperança. Tudo muito bem organizado pelas

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis