Pesquisar
Close this search box.

Escalando montanhas: resumo das pregações

Compartilhe:

Neste mês de junho fomos ministrados a respeito de alguns dos montes mais importantes na história do povo de Deus. Símbolos de beleza e majestade, os

montes sempre fascinaram a humanidade. Escalamos as montanhas do propósito, do posicionamento, da espiritualidade e da provação.

Montanha do propósito (Lucas 4.16-30): Jesus foi rejeitado em Nazaré, cidade localizada em um monte. Lá não acreditaram nele. Tentaram jogá-lo do penhasco. Ainda assim, ele seguiu focado no seu propósito: a cruz. Você sabe qual é o seu propósito? Jesus nos ensinou pelo exemplo. Acredite no seu propósito, no propósito dos outros e, mesmo sem ser compreendido, siga em frente. Olhando para Jesus, passaremos pela multidão, firmes no propósito de Deus para nossa vida.

Montanha do posicionamento (1 Reis 16; 18): Na história do povo de Deus, os profetas são figuras centrais: exortam, confrontam, mostram o caminho. Assim fez Elias. Acabe foi um rei fraco, submisso a Jezabel, manipuladora, adoradora de Baal, deus da agricultura, da fertilidade, do alimento (1 Reis 18). Frente à promiscuidade do povo em relação a Deus, Elias denunciou, confrontou, exigiu posicionamento. No Monte Carmelo (vinha do Senhor), desafiou 450 profetas de Jezabel. Fogo consumidor somente poderia vir do Deus verdadeiro. Fizeram de tudo. Baal não respondeu. Elias clamou, Deus rasgou os céus, recebeu em chamas o holocausto. Ficou claro: Iahweh é o único e verdadeiro Deus. Hoje, está claro: Jesus é o único e verdadeiro caminho.

Montanha da espiritualidade (Lucas 9.34-35): Tradicionalmente, acredita-se que a transfiguração de Jesus ocorreu no Monte Tabor, a sudoeste do Mar da Galileia. Oito dias antes, Jesus havia deixado claro: quem quiser, de fato, me seguir deverá tomar minha cruz, comprometer-se e conectar-se profundamente comigo (Lucas 9.23-27). O convite está feito. Você está disposto a escalar o monte com Jesus? Ainda que nem todos estejam, juntos somos capazes. A espiritualidade que buscamos é baseada na comunhão, na oração, nas Escrituras, não equivocada, cheia de temor a Deus e cristocêntrica.

Montanha da provação (Lucas 22.39-46): Momentos antes de ser preso, no Monte das Oliveiras (Getsêmani), Jesus orou angustiado a ponto de suar sangue (hematidrose). De joelhos, obedeceu ao Pai, foi fortalecido por um anjo e aprovado para nos encorajar. Deus prova para crescimento, evolução, preparo. Jesus admitiu para si mesmo a dor, a angústia, o sofrimento por se fazer maldição na cruz. Jesus compartilhou com Pedro, Tiago e João. Na provação, Deus nos dá amigos para dividir a dor. Eles são essenciais à nossa aprovação. Curvou-se diante do Pai honrosamente. Fez a oração mais linda do seu ministério. Aceitou o cálice. Precisamos aceitar a dor para aprender. Precisamos passar de fase, ser forjados no fogo, viver o evangelho da graça que confronta e rasga o coração. Como vencer as provações? Oração intensa, provisão celestial e submissão confiante.

Vamos juntos subir os montes que Deus, em seu infinito amor, colocar diante de nós.

Por Paulo Povedano

Continue lendo

Mais Posts

Notícias
Comunicação IPILON

Promessas

No dia 8 de abril tivemos o culto de lançamento da campanha de jejum e oração, que tem como tema: Promessas. Foi um tempo especial

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Promessas de justiça

Entregue o seu caminho ao Senhor, confie nele, e o mais ele fará. Fará com que a sua justiça sobressaia como a luz e que

Leia Mais »
Notícias
Comunicação IPILON

A geração de Dorcas

No domingo, 7 de abril, recebemos a Cia Nissi de teatro nos cultos do Espaço Esperança, com a peça “A geração de Dorcas”. A Companhia

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis