Pesquisar
Close this search box.

Mães avivadas

Compartilhe:

Quando Pedro se deu conta disso, foi à casa de Maria, mãe de João Marcos, onde muitos estavam reunidos para orar (Atos 12.12 – NVT).

Diante de tantos atos do Espírito Santo entre os apóstolos, a Igreja estava crescendo e se espalhando por diversas regiões. A perseguição foi inevitável. Herodes Agripa, rei da Judeia, após mandar matar Tiago, irmão de João, perseguiu e prendeu o apóstolo Pedro, que havia se tornado um grande líder entre os primeiros cristãos. Foi lançado na cadeia sob a guarda de quatro escoltas, cada uma com quatro soldados. No entanto, enquanto Pedro estava no cárcere, a igreja orava fervorosamente a Deus por ele (Atos 12.5 – NVT). E quando a Igreja ora, o avivamento chega, milagres acontecem e o poder de Deus é manifesto. Pedro foi liberto do cárcere por meio de uma ação milagrosa de Deus. Nesse contexto, surge Maria, mãe de João Marcos, e com esta notável mãe podemos aprender algumas importantes e lindas lições.

Mães avivadas fazem de sua casa uma extensão da igreja. A casa de Maria havia se tornado um local de reunião dos cristãos naqueles dias. Onde estamos somos igreja, mas, nem sempre, nossa casa tem sido um local de reunião. Temos uma agenda apertada, são tantos os compromissos. A casa de Maria, contudo, mesmo diante da perseguição, foi o local para onde Pedro se dirigiu às pressas. Ele sabia que o povo estava em comunhão na casa de Maria, mãe de João Marcos.

Mães avivadas investem tempo na oração. O tempo para ler a Bíblia e orar tem sido negligenciado e nem sempre admitimos, e quando admitimos, nem sempre agimos para corrigir esse grave erro. Disse Lutero: “Muitas vezes fui levado à oração pela irresistível convicção de que este era o único lugar para onde podia ir”. Pedro não tinha para onde ir, senão, para um lugar de oração. Ele sabia que a igreja estava orando na casa de Maria, mãe de João Marcos.

Mães avivadas testemunham com urgência. No coração do ser humano existe um vazio que somente Jesus é capaz de preencher. Mas, “como crerão, se não há quem pregue?” (Romanos 10.14). Ao entrar na casa de Maria e contar sobre a obra realizada pelo Senhor no cárcere, pediu aos que ali estavam, que testemunhassem a Tiago e aos demais discípulos sobre o ocorrido. Pedro sabia que a igreja em oração teria coragem e ousadia para testemunhar, com urgência, sobre Jesus e o poder de Deus. E essa igreja estava ali, na casa de Maria, mãe de João Marcos.

Mães avivadas geram filhos como João Marcos. Vale mencionar que esse João Marcos, veio a se tornar o autor do Evangelho e foi assistente de três dos primeiros missionários: Barnabé, Paulo e Pedro. Marcos, como ficou conhecido, fez parte da primeira viagem missionária de Paulo, o serviu até o fim e deixou um importante legado para a igreja cristã. Sejam filhos biológicos, do coração, ou espirituais, mães e crentes avivados como Maria, geram filhos que queimam de amor por Jesus e pela igreja, e com um desejo ardente de servir, como vemos em Marcos.

Que o Senhor derrame sobre nós esse avivamento que faz da nossa casa um lugar de comunhão, oração e testemunho. Que nossos filhos amem a Jesus e proclamem com poder e ousadia a respeito da boa obra que ele começou e é fiel para completá-la. Aviva-nos, Senhor!

Pr. Daniel Zemuner

Continue lendo

Mais Posts

Notícias
Comunicação IPILON

Indo para a Albânia

No domingo, 7 de julho, tivemos um momento especial no culto das 10h, com o envio de irmãos que permanecerão dez dias na Albânia, em

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis