Pesquisar
Close this search box.

#tamojunto na oração

Compartilhe:

Então, apregoei ali um jejum junto ao rio Aava, para nos humilharmos perante o nosso Deus, para lhe pedirmos jornada feliz para nós, para nossos filhos e para tudo o que era nosso (Esdras 8.21).

A expressão #tamojunto é uma gíria utilizada para designar apoio. Algo como “Conte comigo!” ou “Estou com você!”. Apresentada com o símbolo # (hashtag) se torna um assunto que se deseja marcar ou indexar nas redes sociais. Popularmente, ganha força quando queremos enfatizar a importância de nos alinharmos em uma mesma visão ou propósito, ou para dizer que nos apoiaremos mutuamente na caminhada. Esse é o nosso tema do mês.

Esdras, escriba versado na Lei de Moisés, tinha um grande desafio, regressar do exílio da Babilônia, rumo a Jerusalém, pois fora comissionado pelo rei Artaxerxes para ensinar e pôr em vigor a lei judaica. O caminho era de quatro meses (Esdras 7.9), levando ouro, joias e utensílios do templo, em meio a salteadores e inimigos. Diante de tão importante missão não temeu, pois no seu coração havia grande motivação (Esdras 7.10) e uma fé naquele que poderia dar-lhes uma jornada feliz. Aprendemos com Esdras que #tamojunto na oração:

Com humildade diante dos desafios. A decisão de orar e pedir algo a Deus pressupõe a humildade de que chegamos ao nosso limite. O rei já havia dado a Esdras muitos recursos e toda provisão para viagem, mas ele não considerou que no caminho havia inimigos. Ao invés de pedir exércitos e cavaleiros ao rei, pois teve vergonha, reuniu todo o povo para se humilhar jejuando e orando perante Deus, e para lhe pedir proteção na viagem. Diante dos desafios da vida, #tamojunto para nos humilharmos diante do nosso Deus.

Com confiança diante de Deus. A decisão de orar e pedir algo a Deus pressupõe a confiança de que alguém mais poderoso que nós pode agir. Foi esta a declaração de Esdras ao rei: A boa mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles (Esdras 8.22).  Diante da presença do nosso Deus, pela intermediação de Cristo, #tamojunto para apresentar nossas causas com confiança de que seremos ouvidos e atendidos.

Com reconhecimento diante dos resultados. A decisão de orar e pedir algo a Deus pressupõe que daremos toda a glória que lhe é devida. Esdras não tinha dúvida de quem os havia protegido. Não foram estratégias humanas, logo, ele conclui: Nós, pois, jejuamos e pedimos isto (proteção) ao nosso Deus, e ele nos atendeu (Esdras 8.23). Afirmou ainda: a boa mão do nosso Deus estava sobre nós e livrou-nos das mãos dos inimigos e dos que nos armavam ciladas pelo caminho (Esdras 8.31). Diante das bênçãos recebidas, #tamojunto para dar toda glória devida somente a Deus.

As famílias se reuniram, as crianças estavam presentes, o pedido era para todos: para nós, para nossos filhos e para tudo o que era nosso. Há uma “jornada feliz” a ser completada, você não está só, #tamojunto em oração.

Pr. Pedro Leal Junior

Continue lendo

Mais Posts

Notícias
Comunicação IPILON

Promessas

No dia 8 de abril tivemos o culto de lançamento da campanha de jejum e oração, que tem como tema: Promessas. Foi um tempo especial

Leia Mais »
Blog
Comunicação IPILON

Promessas de justiça

Entregue o seu caminho ao Senhor, confie nele, e o mais ele fará. Fará com que a sua justiça sobressaia como a luz e que

Leia Mais »
Notícias
Comunicação IPILON

A geração de Dorcas

No domingo, 7 de abril, recebemos a Cia Nissi de teatro nos cultos do Espaço Esperança, com a peça “A geração de Dorcas”. A Companhia

Leia Mais »

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis