Boletim
Online

Esse é o nosso informativo online. Aqui você encontrará nosso editorial da semana, notícias e o Roteiro de Célula.

Tema: #tamojunto na confissão  

Série "#tamojunto"

Compartilhe:

Editorial

Portanto, confessem seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo tem grande poder e produz grandes resultados (Tiago 5.16 – NVT).

A palavra confessar no ambiente bíblico, tem o sentido de expressar, professar, prometer publicamente, concordar. Mas, quando falamos em confessar pecados, não se trata, necessariamente, de assumir falhas, erros e desvios publicamente, entrando em detalhes de fatos ocorridos. Confessar pecados é uma das práticas mais eficazes nas relações humanas; o exercício mais saudável para libertação e cura é abrir o coração e falar francamente a respeito daquilo que está incomodando em suas próprias emoções.

Assim, falar aberta e alegremente sobre atos e pensamentos íntimos, comprometer-se com a verdade e abrir o coração sem medo, é maduro e desejável para nossas relações. Em muitos casos, a cura virá apenas pela exposição, mas a quem devemos nos expor? Para aquelas pessoas que realmente poderão nos ajudar e contribuir com o processo de cura.

Confessar é compartilhar pensamentos duvidosos. Melhor que confessar pecado consumado, é confessar pensamentos impuros; as consequências são muito diferentes. Melhor que se arrepender por determinados atos, é aconselhar-se antes de tomar certas decisões. Melhor é serem dois do que um (Eclesiastes 4.9). Sem uma liderança sábia, a nação cai; ter muitos conselheiros lhe dá segurança (Provérbios 11.14 – NVT). Portanto, não saia para guerrear sem boa orientação; com muitos conselheiros se obtém a vitória (Provérbios 24.6 – NVT).

Confessar é livrar-se do que foi feito de errado. Quando pecamos, o Espírito Santo testifica em nosso espírito que erramos o alvo. Trazer à luz algo que está escondido é o início de uma libertação que jamais chegará, caso não haja uma confissão sincera do erro praticado. Quando alguém perceber sua culpa, em qualquer um desses casos, deverá confessar seu pecado (Levítico 5.5 – NVT). Quem oculta seus pecados não prospera; quem os confessa e os abandona recebe misericórdia (Provérbios 28.13 – NVT). Embora antiga, essa orientação bíblica é muito difícil de ser vivenciada por causa do orgulho que temos em admitir falhas e elaborar culpas.

Confessar e orar é abrir caminho para cura. Há uma frase interessante que diz: “Pessoas feridas, ferem. Pessoas curadas, curam”. Ainda que em processo de cura, uma pessoa consciente já é capaz de admitir erros e reconhecer que está amadurecendo, aliviando sua dor. No entanto, uma pessoa ferida, ainda inconsciente, acaba ferindo outras pessoas como um sistema de autodefesa, e até mesmo, fuga. O segredo de Tiago é a confissão seguida de oração. Essa oração, com base na verdade de uma confissão íntima, tem grande poder e produz grandes resultados.

A confissão mútua, em sinal de arrependimento, sara o confessor e traz ânimo para aquele que pensa que é o único pecador. A vulnerabilidade e a verdade, num ambiente de confiança e amor, trarão relacionamentos mais profundos, duradouros e bíblicos, por meio dos quais vamos perceber nitidamente a pureza de Jesus sendo aperfeiçoada em nós. Mas, se confessarmos nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar nossos pecados e nos purificar de toda injustiça (1 João 1.9 – NVT).

Pr. Daniel Zemuner Barbosa

Missão Integral

Intercedendo pelos Órfãos

 O GKPN (Global Kingdom Partnership Network), organização que reúne igrejas e líderes cristãos em todo o mundo com o objetivo de propagar a mensagem do amor de Deus em Cristo Jesus. Entre várias ações desenvolvidas estão campanhas, entre elas, um movimento de oração pelos órfãos em processo de adoção. O slogan é “Cada criança em uma família amorosa, abraçada por uma comunidade colaborativa”.


INTERCESSÃO MUNDIAL

Arábia Saudita

Como é a perseguição aos cristãos na Arábia Saudita? 

A maioria dos cristãos na Arábia Saudita é formada por estrangeiros que vivem e trabalham temporariamente na região. Eles vêm de países de baixa e média renda, e há inúmeros relatos de imigrantes que sofrem abusos e são submetidos a más condições de trabalho e vida. A pandemia de COVID-19 tornou essa realidade mais nítida, pois os picos de infecções se concentravam em comunidades de migrantes, onde o saneamento e o distanciamento social eram mais difíceis.

Cristãos estrangeiros são impedidos de compartilhar a fé e se reunir para adoração. Qualquer ação fora da norma pode levar à detenção e deportação. Existem cristãos ex-muçulmanos no país que são de países de maioria islâmica e correm o risco de enfrentar pressão e violência se o contexto social deles for contrário à conversão.

Os poucos cristãos ex-muçulmanos sauditas, geralmente, são forçados a viver a fé em segredo, pois correm o risco de sofrer violência e divórcio forçado. No entanto, houve alguns seguidores de Jesus locais que foram ousados o suficiente para compartilhar a fé, mesmo que isso pudesse resultar na morte deles.

O que mudou este ano? 

A perseguição aos cristãos continua alta na Arábia Saudita e, na verdade, piorou no último ano. O país continua sendo um lugar extremamente difícil para os seguidores de Jesus, especialmente para qualquer saudita ex-muçulmano.

Pedidos de oração da Arábia Saudita:

-Interceda pela proteção dos cristãos estrangeiros, para que encontrem uma comunidade cristã onde possam crescer na fé e ser treinados para propagar o evangelho.
-Ore pelos cristãos secretos sauditas que precisam esconder a fé de amigos e familiares. Peça que Deus os ajude a saber que não estão sozinhos.
-Clame para que Deus toque o coração dos líderes religiosos e da monarquia, e que estejam abertos para permitir que outras religiões adorem livremente na Arábia Saudita.

Fonte: Missão Portas Abertas

Tome Nota!

Encontro das Células – No dia 25 de novembro teremos um culto de gratidão pelo ano. Horário: 20h. Local: Espaço Esperança. Participe!

Bazar do Instituto Esperança – O Instituto Esperança vai realizar um bazar de roupas e calçados usados, nos dias 8 e 9 de dezembro, a partir das 9h, com horário agendado. O agendamento começará no dia 1 de dezembro, pelo telefone 3345-2262 ou por WhatsApp 43 9 9645-0076.

 

Para a sua Célula

Princípio

Princípio do Amor Incondicional (João 13.34-35; Romanos 5.8; 1 Coríntios 13.4-8; Colossenses 3.12-14; 1 João 3.16,18) Por causa do amor de Deus por nós, eu decido amar você em Cristo, independentemente do que diga ou faça, se concordo ou não com as suas ações. Vou amar você como uma pessoa amada por Cristo.

Edificação na Célula

Texto Bíblico:

Tiago 5.16

Interação:

#tamojunto na confissão é o tema desta semana. O arrependimento é o caminho ao coração de Deus. Como arrepender-se? Uma das maneiras mais eficazes é confessando pecados. Em Tiago 5.16 há instrução precisa: confessem seus pecados uns aos outros. Confessar é compartilhamento, livramento e cura. Vamos refletir em nossa célula a respeito da necessidade de confissão mútua entre irmãos.

Paulo Povedano

Algumas perguntas para reflexão:

  1. Confissão para você é algo simples ou você tem dificuldades de confessar pecados? Quais são as principais barreiras para você em relação à confissão?
  2. Você já teve alguma experiência marcante ao confessar pecados a outra pessoa? Compartilhe como foi essa experiência.
  3. Você tem alguém de confiança com quem possa contar para confessar seus pecados? Como você tem lidado com a questão de confiança?

Crianças:

As crianças fazem parte da célula, por isso é importante mantê-las engajadas e participando da comunhão, de forma criativa.

“Poder e Testemunho” – Nesta semana as crianças estudarão a lição 4 do Material de Tema Único. Título: Milagres e maravilhas. Princípio: O povo de Deus vive em comunhão. Versículo para decorar: Foi o poder do nome de Jesus que deu forças a este homem (Atos 3.16 – NTLH).

Continue lendo

Nossos Boletins

Olá! Nós somos uma igreja em células.

Menu
Institucional
Missão Integral
Voluntariado

Login no Basis